Entreposto - Ceagesp, Ceasa - Pautaria#2: Chuchu não é sem graça!

Pautaria#2: Chuchu não é sem graça!

Pautaria
Tipografia

O desprezado chuchu, aquele que dava em qualquer mural de quintal, em qualquer cerca e justiça seja feita, hoje é um dos grandes produtos da CEAGESP. E também tem mais coisa, ele faz muito bem para a saúde. Além de curiosidades e de várias expressões envolvendo o chuchu por aí. 

Ouça o Programa

Origem

O chuchu vem do chuchuzeiro, originário da América Central, mais precisamente do México. Ele precisa de temperaturas altas e de muita umidade. Por isso, aqui no Brasil, as regiões Nordeste e Sudeste são propícias para o cultivo. Sendo que os estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Espírito Santo são os principais produtores de chuchu. Este por último, na Região Serrana (ES) é o maior produtor nacional, sendo que 30% do que é comercializado na CEAGESP vem de lá.

Comercialização

O Brasil é o maior produtor de chuchu do mundo. Porém, o que é engraçado é que até pouco tempo, ele não tinha um valor importante comercial para o País. Tanto que era utilizado apenas na alimentação para animais. Hoje, a situação é bem diferente, é um dos principais alimentos da Agricultura Familiar, programa do Governo Federal. Na CEAGESP, segundo a Companhia, em 2016, foram comercializadas mais de 50 mil toneladas do legume. Quem vier até o Entreposto paulista vai encontrar o chuchu em caixas de 20 quilos e embalagens de madeira. Lembrando que, de acordo com a tabela de sazonalidade, o melhor período para comprar fica no mês de setembro. Vai nesse mês que você vai economizar! Fica a dica...  

Alimentação

Não somente nas saladas, mas o chuchu pode ser empregado em diversos pratos brasileiros e de uma forma que acabe deixando bem gostosa a comida. Não pense que ele não tem gosto de nada. “Ah eu não gosto de chuchu, porque, não tem gosto de nada!” Então se surpreenda com o que este legume pode contribuir na culinária.  Misturando com o ingrediente certo, ele acaba contribuindo com o saber mais equilibrado, já que ele absorve o tempero e o gosto de outro alimento.  O chuchu também pode ser ingrediente principal como, por exemplo, no suflê de chuchu, além no preparo de omeletes, sopas, salgados. A dona de casa, com certeza já fez aquele chuchu refolgado para o pessoal, ainda mais para a criançada, aposto! 

Benefícios à saúde

Não pense que é só o pepino e o sexo também [risos], mas o chuchu também faz bem à pele. Agora, a gente do Blog Pautaria vai fazer você economizar aquela grana suada que estava juntando para a plástica. Pois bem, o chuchu contém boas quantidades de folato fólico, vitamina C, vitamina E, e zinco, os quais ajudam na promoção de uma pele saudável. A vitamina C, sendo um forte de antioxidante luta contra os radicais livres e, assim, retarda o processo de envelhecimento. O zinco é eficaz no controlo da produção de óleo na pele, como um resultado do que a sua pele é protegida contra a acne. Embora a vitamina E ajuda a proteger a sua pele e em reparar os danos à pele, folato ajuda a aumentar a elasticidade e firmeza da pele. E não é só isso, levando um chuchu você ainda ganha ou perde, como perde o peso, é bom para o coração, para a pressão arterial, é bom pra tudo, leve o chuchu que faz bem.

Curiosidades

Nada como um casal romântico e aquela coisa toda melosa de falar com uma voz de criança e com apelidos fofinhos. É, você é o meu chuchuzinho... Nunca entendi o porquê, talvez, porque, nunca falei assim [risos]. Mas não faz sentido, por que um alimento que muitos associam que não tem graça é utilizado para uma forma carinhosa? Se você não sabia, a gente foi atrás para desvendar. A verdade é que essa expressão não tem nada a ver com o legume, apenas foi uma coincidência pela pronúncia. Como assim? Simples, na França, lugar bonito e romântico, eles falam para uma pessoa queria em um meio, em um grupo que ela é chouchou. A gente colocou no google tradutor e de fato saiu um chuchu perfeitamente. Por isso, aqui no Brasil a gente fala chuchu para uma pessoa querida.

E não é só isso, agora sim, essa expressão e por causa do chuchu mesmo. Como o fruto dá em abundância, muitos usam para mencionar quantidade. “Tem dinheiro pra chuchu”, quem é esperto não vai usar esse termo, quem tem dinheiro nunca fala que tem. Fica a dica!

Um outro fato marcante, usando o chuchu, foi o apelido dado pelo colunista José Simão para o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, de picolé de chuchu. Isso já tem 15 anos, mas o governador disse a uma reportagem para a Jovem Pan que não se sente incomodado com esse apelido. Ainda bem, pois esse apelido pegou!  

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS
Bancada Pautaria

Aprenda sobre tudo de forma divertida!

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respectivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego.
As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies. Ler Política de Privacidade

Eu entendi.