Entreposto - Ceagesp, Ceasa - Pautaria#1: Mandioca e Mandioquinha

Pautaria#1: Mandioca e Mandioquinha

Pautaria
Tipografia

Parece tudo igual, mas não se engane! Elas não são irmãs, primas e não têm qualquer outro parentesco. A mandioca e a mandioquinha podem até ser confundidas, achando que uma tem o tamanho menor que a outra. Isso por causa do “inho, inha”. Sendo que em português serve para deixar um termo no diminutivo.

Porém, no FLV – Frutas, Legumes e Verduras, isso não funciona muito bem. E não é só a mandioca com a mandioquinha, tem a abóbora com a abobrinha, entre outros casos. 

Ouça o Programa

Parecidas, porém diferentes

Tudo bem, podemos confessar, não somente o nome, mas elas têm muitas coisas em comum, também. Vamos lá!As duas são raízes tuberosas, são classificadas como legumes, são originárias da América do Sul. Ambas são utilizadas de diversas maneiras na culinária. Porém, uma é mais famosa que a outra, isso é fato, que é o caso da mandioca, que além do Brasil, ela é produzida em muitos países. Uma precisa de temperaturas frias, que é o caso da mandioquinha, enquanto a outra de calor. E por aí vai.

Leia Também

Origens

Mesmo sendo do mesmo continente, da América do Sul, elas são de países diferentes. A mandioquinha, ela é de origem dos países andinos, ali da Colômbia, Equador, Venezuela, Bolívia e Peru. Enquanto a Mandioca, ela é legítima brasileira, ela é da nossa Amazônia brasileira. 

História

A Mandioca já era consumida há muito tempo, pelos povos indígenas. Muito antes dos portugueses chegarem ao Brasil. Existe uma lenda sobre o surgimento do nome. Sendo a lenda, uma menina que se chamava Mani nasceu de uma divindade e morreu misteriosamente para encarnar em uma planta de raízes fortes e de cor branca por dentro que deu origem ao nome Mani+oca, ficando Mandioca. A mandioquinha foi conhecida no Brasil somente a partir de 1907, quando mudas foram trazidas da Colômbia. Até então, esta cultura era totalmente desconhecida pelos agricultores brasileiros.

Regulamentação dos Nomes

No Brasil, as duas são encontradas de diferentes maneiras. Porém, em uma reunião em 1984, os profissionais da área agrícola chegaram à conclusão de que seria mais adequado padronizar a identificação de uma planta que tem nomes diferentes em várias partes do País. Desde então, a mandioquinha-salsa (ArracaciaxanthorrhizaBancroft) passou a ser assim designada, pelo menos em publicações técnicas e em artigos científicos.  A mandioca (Manihot esculenta Crantz) ficou padronizada com o mesmo nome, mandioca. 

Variedades de Nomes

Em feiras, mercearias e outros canais do varejo alimentício, cada uma é mencionada da forma que é conhecida na região. A mandioca é também chamada de aipim, castelinha, uaipi, macaxeira, mandioca-doce, mandioca-mansa, maniva, maniveira, pão-de-pobre, mandioca-brava e mandioca-amarga. A mandioquinha também tem uma variação bem extensa de nomes, ela também é chamada pelos paranaenses de batata salsa, os cariocas de batata-baroa e os paulistas de mandioquinha mesmo. Mas tem outros como, cenoura branca, batata fiuza e muito mais.

Região Produtora

Aqui no Brasil, o Norte e o Nordeste são as principais regiões produtoras da mandioca. Pois, ela precisa de temperaturas altas. Já a mandioquinha, tem os estados do Centro-Sul, onde-se concentra o maior volume em locais de altitude elevada e de clima ameno como Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Espírito Santo e São Paulo

Produção

Segundo a FAO - Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, o Brasil até 1991 era o maior produtor de mandioca do mundo. Porém, ele foi superado pela Nigéria e hoje, ocupa a quarta colocação. Mesmo assim, de acordo com o balanço do IBGE, em 2016, o País produziu cerca de 20 milhões de toneladas de mandioca. Tendo o estado do Pará como o maior produtor de mandioca com 5 milhões de toneladas por ano. Já a mandioquinha, pois bem, nossa equipe tentou, mas não foram encontrados, no momento, dados oficiais da produção nacional obtida em 2016. 

Comercialização na CEAGESP

As duas raízes têm uma comercialização bem parecida no maior entreposto da América Latina, a CEAGESP. Segundo a Companhia, elas ocupam a 11ª e a 12ª colocação dos produtos mais vendidos, em 2016. Por incrível que pareça, a mandioquinha tem uma movimentação melhor que a mandioca. Ela conseguiu obter a marca de 22 mil toneladas enquanto a mandioca 20 mil t.

Benefícios Nutricionais

Ambas possuem níveis nutricionais que beneficiam muito à saúde. Por exemplo, a mandioca por possui bastante carboidratos, tanto que foi considerada pela ONU como alimento responsável no combate à fome no mundo. Ela também conhecida como “comida de pobre”. Sendo que no Nordeste, região com baixo índice de desenvolvimento no País, a mandioca é a principal fonte de alimento. Ela é rica em vitaminas, minerais, fibras e não possui glúten. Enquanto a mandioquinha, também é rica em fibras, potássio, ferro, vitaminas, entre outras. Além de ajudar a reduzir os níveis de colesterol no sangue. 100 g fornecem até 75 calorias podendo comparar com algumas frutas como bananas e uvas

Curiosidades: Estimulante Sexual

Por possuir um alto teor de vitamina do complexo B3, a mandioca, ela estimula a produção dos hormônios sexuais. Isso, porque, um estudo realizado na Universidade de Hong Kong mostrou que a ingestão diária da substância, também chamada de niacina, faz com que homens com disfunção erétil e elevados níveis de colesterol consigam manter a ereção. “Quem toma niacina não apenas equilibra os níveis de colesterol no sangue, mas também fica mais disposto, o que é essencial para o sexo”, disse a nutróloga Jane Corona.

Culinária

Ambas podem ser utilizadas de diferentes maneiras na culinária brasileira. A mandioquinha, ela é muito utilizada em preparos, como por exemplo, em purê, escondidinho, suflê e nhoque. Enquanto, a mandioca, ela é utilizada na preparação de farinhas, como a farinha de mandioca e tapioca. Na cozinha, ela pode ser preparada de várias formas, cozida, frita. Tem um prato típico na região Norte, no Pará, que é o Tucupi, trata-se basicamente do caldo que é extraído da mandioca ao processá-la. 

Curiosidades: Formato e Tamanho da Mandioca 

Foi encontrado pela segunda vez, em Manhuaçu, município de Minas Gerais, uma mandioca gigante. Ela possuía Somente em um pé havia 70 kg de mandioca, sendo que a maior delas pesou 49 kg e mediu três metros e dez centímetros de cumprimento, e foi plantada a aproximadamente dez anos atrás por sua mãe e proprietária do sítio, Dona Conceição da Fonseca Melo, e a filha Renilda das Graças Melo.  E no Rio de Janeiro, em Angra dos Reis, ficou famosa a mandioca do Seu Joaquim. Antes que pense besteira, o Seu Joaquim plantou no quintal uma mandioca e no final para a surpresa de todos da família, ela tinha um formato idêntico de um pênis!

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS
Bancada Pautaria

Aprenda sobre tudo de forma divertida!

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respectivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego.
As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies. Ler Política de Privacidade

Eu entendi.