Notícias

Agro

Vendas de mangas na Ceagesp

Data31 março 2021

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

O setor de fruta tem uma representatividade significante nas vendas dos alimentos da maior Central de abastecimento da América Latina, a Ceagesp. De acordo com o último balanço realizado pela SEDES – Seção de Economia e Desenvolvimento, o segmento possui um marketing share de mais de 50% de participação, à frente de legumes (25%); diversos (13%); e verduras (7%).

A manga, por sinal, é um dos alimentos mais comercializados, só para se ter uma ideia, ficando entre os 10 produtos mais vendidos, em geral, através do ranking por toneladas.

Sendo que inúmeras empresas atacadistas vendem as diversas variedades da fruta, principalmente, localizadas no Pavilhão MFE-B, no Entreposto paulistano. Vale ressaltar que o endereço e contato podem ser encontrados, facilmente, no site do Jornal Entreposto, através da seção do Anuário Entreposto e também, é possível, por exemplo, acompanhar o preço diariamente, da fruta e a maneira como ela é comercializada, seja por caixa, kilo, a granel, entre outras.

De acordo com o levantamento da SEDES, somente, no ano passado, foram vendidas mais de 87 mil toneladas de manga. Isso representou financeiramente, algo em torno de R$ 209 milhões.

Mesmo com o período de pandemia, por conta da COVID-19. que atingiu diretamente com as vendas no período, em comparação com o ano anterior, foram 88 mil t. Ou seja, um balanço positivo, já que foi parecido com 2019, apesar da crise que ainda é sentido pelos permissionários da Ceagesp.

Nós viemos de uma enchente, em fevereiro [2020], uma pandemia, a partir de março. Isso em termo de vendas, para o consumidor o efeito cascata torna de 30% do preço final de todo o produto hortifrutigranjeiro”, frisou o presidente da APESP – Associação dos Permissionários do Entreposto de São Paulo, Onivaldo Comin. Em tempos normais, no caso de 2018 e 2017, por exemplo, as vendas registraram uma média anual de 90 mil t de mangas.

Segundo a Companhia de abastecimento, por exemplo, as principais variedades encontradas na Ceagesp são: a Palmer (46%), Tommy Atkins (44%), Espada (4,9%), Ouro (1,58%), Rosa (1,53%) e Haden (0,97%).

No caso, por exemplo da Palmer que tem uma representatividade maior nas vendas, as principais cidades fornecedoras ficam no Estado da Bahia: Livramento do Brumado – BA (20,5%), Juazeiro- BA (10%), Dom Basílio- BA (8,6%) e Petrolina – PE (7%). Segundo a tabela de sazonalidade, a manga do tipo Tommy, por exemplo, ela começa a ter uma produção forte a partir do mês de outubro e vai até janeiro. Porém de fevereiro a agosto fica com a produção fraca no ETSP.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade