- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Vendas de caminhões têm queda de 12,3% em 2020

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA) divulgou os números do fechamento de 2020, fortemente impactados pela pandemia que interrompeu um ciclo de três anos de recuperação após outra crise, a de 2015/2016.

No total de 12 meses foram emplacados 89.207 veículos pesados de carga no País, volume maior do que o registrado nos anos de 2015 a 2018, mas em queda de 12,3% sobre 2019 – porcentual que corresponde a menos da metade da retração média do mercado de 26%.

O resultado também superou a projeção da Fenabrave (associação dos distribuidores autorizados) revisada em outubro, que estimava queda anual de 15% (86,6 mil).

Para Alarico Assumpção Jr., presidente da Fenabrave, o mercado de caminhões em 2021 deverá seguir aquecido pelos mesmo fatores que salvaram as vendas do segmento em 2020, e que poderiam ter sido ainda melhores se não fosse a falta de produtos para pronta-entrega, com encomendas que se estendem para além de abril próximo.

“Os fabricantes de caminhões tiveram muita dificuldade para atender à demanda, por conta da retração da produção provocada pela pandemia na indústria. A boa oferta de crédito e a melhora dos preços das commodities são fatores positivos, que impulsionaram e continuam mantendo a procura aquecida”, comenta Alarico Assumpção Jr.