Notícias

Agro

Tomate BR, associação voltada ao fomento da cadeia de atomatados, reúne e representa aproximadamente 80% das indústrias do setor

Data5 janeiro 2022

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Aumento de custos da cadeia produtiva calculados em até 40%, e risco de desabastecimento em 2022 são pontos de alerta apontados pela entidade

A Tomate BR, Associação Brasileira dos Processadores e Utilizadores de Tomate Industrial, representa mais de 80% do mercado brasileiro de atomatados e tem como sua maior preocupação o momento vivido pela cadeia de produção e abastecimento.

A ideia é levar aos parceiros e consumidores informações claras e precisas sobre a importância do nosso produto, e também os problemas que estamos enfrentando, desde a obtenção da matéria-prima (produção agrícola e processamento), até sua chegada à gôndola e milhões de lares.

A pressão inflacionária muito forte em todos os setores fornecedores da cadeia, além da restrição de oferta de insumos básicos como fertilizantes, aliados ao substancial aumento de custos de frete (tanto marítimo quanto terrestre), muito embora motivados pela pandemia, têm abalado muito a cadeia. Hoje nossa produção de matéria-prima está aquém das necessidades, ou seja, existe um risco de desabastecimento.

A forte demanda internacional por aço, embalagens flexíveis, papelão e insumos pressiona os custos de embalagens e materiais complementares para a produção, elevando os preços dos produtos finais.

O Brasil é o 6º maior produtor de polpa de tomate do mundo e parte complementar da nossa demanda é importada de países como Chile, EUA, China, países estes que atualmente também se encontram com estoques em déficit, o que impulsiona cotações de polpa de tomate (matéria-prima que importamos para complementar nossa necessidade) com valores nunca vistos no mercado. Com isso, acaba sendo inevitável o aumento substancial de preço da matéria-prima e consequentemente aumento substancial nos custos de produção dos produtos acabados, com reflexo também no preço final de produtos importantes na mesa do consumidor e também um dos itens muito importantes para compor o mix estratégicos das prateleiras dos supermercados.

A Tomate BR acredita que apesar dos grandes desafios que estão por vir, um trabalho conjunto de fabricantes e varejo se faz cada vez mais necessário para que a cadeia estabeleça um desenvolvimento sustentável e viável economicamente, dirimindo impactos e buscando soluções benéficas a todos os envolvidos.

Sobre a Tomate BR: A Tomate BR, Associação Brasileira dos Processadores e Utilizadores de Tomate Industrial, que representa mais de 80% do mercado focados em estabelecer Princípios de Valorização e Rentabilidade da Cadeia, ofertando produtos com controle e padrões de qualidade e segurança.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade