- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Tecnologia de aplicação: Fertiláqua oferece produtos de alta eficiência para alavancar a rentabilidade no campo

Soluções garantem excelente ação anti-deriva e atuam como adjuvantes

Diversos fatores interferem na eficiência da aplicação de calda na lavoura, entre eles os aspectos climáticos como temperatura, umidade e velocidade do vento no momento da aplicação e o bom preparo da calda com uso de adjuvantes e condicionadores de calda de qualidade.

Estes e outros requisitos impactam diretamente na produtividade e rentabilidade da cultura. Diante desta realidade no campo, o emprego correto da tecnologia de aplicação é a solução mais indicada ao produtor que busca ganho na produtividade, aumento da eficiência e dos produtos, sejam eles fitossanitários ou nutricionais.

O processo envolve o emprego de ferramentas e manejo para melhor verificação e regulagem do pulverizador para cada tipo de uso, além da seleção correta de pontas, pressão de trabalho e vazão. A regulagem do pulverizador e escolha correta do adjuvante, por exemplo, vão interferir principalmente no tamanho da gota a ser aplicada e impacto direto na presença ou não da deriva. A deriva é algo muito presente nas aplicações a campo ocasionando perda de produtos além do risco de contaminar os cultivos próximos.

A tecnologia de aplicação favorece também as aplicações de herbicidas pré-semeadura, já que a dessecação quase sempre é realizada em horários com altas temperaturas e com baixa umidade. Nestas condições, são observadas muitas perdas ou eficiência baixa de herbicidas, o que leva a necessidade da aplicação sequencial desses produtos antes da semeadura. Como resultado do emprego da tecnologia de aplicação nesta fase, o agricultor garante a semeadura em área livre de plantas daninhas com menor número de aplicação de herbicidas.

Para atender à necessidade de uma tecnologia de aplicação bem sucedida no campo, a Fertiláqua oferece soluções de alta tecnologia e eficiência comprovada em aplicações terrestres e aéreas, que garantem excelente ação anti-deriva e atuam como adjuvantes, como o Amino AD+, Dimi A20+ e Maxi Aplic, que apresentam excelente performance em condições adversas que poderiam causar grandes perdas pela deriva. Eles ainda promovem o maior molhamento e a adesividade dos produtos aplicados nas folhas das plantas, melhorando ainda mais seu rendimento e performance. “A resposta destes produtos no campo garante sua diferenciação no mercado. Em um só produto conseguimos oferecer efeito anti-espuma, anti-deriva, além de características de umectação, adesividade, molhamento e emulsificação. Todos são recomendados tanto para formulações ou aplicações de herbicidas, quanto de inseticida e fungicida”, afirma Josué Fogaça, Coordenador de Desenvolvimento de Mercado da Fertiláqua. 

Sobre o Grupo Fertiláqua

Um dos maiores grupos de nutrição, fisiologia de plantas e revitalização de solo, a empresa Fertiláqua atua por meio das marcas Aminoagro, Dimicron e Maximus, da linha no segmento de cana-de-açúcar, e a linha Golden Seeds para produtores de sementes. A companhia pertence ao Grupo ICL, multinacional israelense há 90 anos no mercado, com 43 fábricas em 13 países e mais de 11 mil funcionários e referência global em tecnologia de nutrição de plantas. A Fertiláqua conta com a sede administrativa em Indaiatuba/SP, fábricas em Cidade Ocidental/GO e Cruz Alta/RS, um Laboratório de Análise de Sementes (LAS) e dois Centros de Inovação Tecnológica (CIT). O grupo disponibiliza uma iniciativa pioneira, o Programa Construindo Plantas (PCP), com ações específicas em cada fase das culturas, do plantio à colheita, para potencializar o desenvolvimento de plantas mais eficientes, e um solo com melhores qualidades físicas, químicas e biológicas, buscando com isso sistemas com maiores potenciais produtivos e consequentemente rentabilidade. Com o objetivo de reconhecer a qualidade das sementes de soja no mercado brasileiro, foi criado pelo grupo o selo Programa Sementes de Verdade.