Notícias

Logística e Transporte

Startup baiana de logística recebe aporte de R$ 5 milhões

Data13 julho 2023

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

A logtech, que completa cinco anos em 2023 e tem unidades em Salvador e São Paulo, reduz em 25% os custos operacionais de frotistas, com SuperApp de sistemas de monitoramento, telemetria, videotelemetria, manutenção, check-list e abastecimento de veículos

Ao completar cinco anos de operação agora em 2023, a logtech baiana Infleet se prepara para um novo salto. A startup de gestão de frotas corporativas captou no mercado mais R$ 5 milhões. É o segundo aporte de recursos. Anteriormente, a empresa de base tecnológica havia recebido aporte de R$ 2,6 milhões.

Com isso, a Infleet planeja investimentos para viabilizar a meta de crescer 150% neste ano, em relação ao ano de 2022, o que significaria o segundo exercício de incremento expressivo. Ano passado, em relação ao ano de 2021, a empresa expandiu-se 200%, informa o cofundador e CEO da Infleet, Victor Cavalcanti.

Os R$ 5 milhões captados para 2023 vêm da Citrino Ventures, por meio do fundo CV Idexo, com participação da DOMO Invest e Bossanova, investidores atuais. A Infleet ainda possui conselheiros relevantes do mercado de Gestão de Frotas, Américo Pereira Filho – ex-CEO da FedEx e membro da Sequoia –, Yves Nogueira e Dalton Swain – CEO da Trimble LATAM.

Segundo Cavalcanti, os recursos serão aplicados no produto para apoiar o dia a dia do gestor de frotas com uma solução integrada para redução de custos, acidentes e poluentes. Além da tecnologia de ponta, a Infleet investe em educação e informação de qualidade por meio de Podcast e conteúdos digitais.

“Mais do que crescer, queremos crescer com foco em um posicionamento enquanto agente social que somos. Isto é, de maneira ética, com maior interesse na reputação dos parceiros, observando princípios de ESG [environmental, social and governance], ou seja, seguindo um modelo de governança que prime pelo ambiental e pelo social. Atributos, aliás, que estão no DNA da Infleet”, assinala Cavalcanti.

APORTE ANTERIOR

O aporte de 2022, no montante de R$ 2,6 milhões, veio de um fundo liderado pela DOMO Invest e Bossanova. Também contribuíram os investidores-anjo Yves Nogueira, diretor-executivo da Tynno Negócios e Participações, e Américo Pereira Filho, ex-CEO da FedEx e membro do conselho da Sequoia. “São investidores fundamentais para que a Infleet seja reconhecida no mercado pela excelência das soluções que oferece”, pontua o CEO da startup.

A logtech é um superApp de gestão de frotas corporativas, que integra soluções de monitoramento, telemetria, videotelemetria, manutenção, check-list e abastecimento. “Todos os dados de rotas, consumo de combustível, manutenção preventiva/corretiva, telemetria e análise de fadiga do motorista ficam reunidos e acessíveis em uma única ‘torre’ de dados. O frotista não precisa ficar abrindo sistema por sistema para fazer essa gestão”, assinala Cavalcanti.

Tal integração possibilita um olhar e acompanhamento holístico do desempenho da frota e dos motoristas. Na prática, isso permite obter dados e informações completos, de maneira rápida, o que agiliza a detecção de problemas e, portanto, a tomada de decisões e soluções. De acordo com o CEO da Infleet, a funcionalidade implica em redução de até 25% dos custos com a frota. O serviço é contratado por meio de uma assinatura mensal que varia de acordo com a quantidade de veículos da frota.

O que para as empresas clientes pode significar um impacto e tanto. No portfólio, estão corporações com até 3 mil veículos em sua base. São organizações como o Grupo SBF (Centauro), a Buser, a Vopak, distribuidoras Coca-Cola, Heineken e Nestlé.

Cavalcanti é um dos fundadores da Infleet, ao lado de Lucas Correia, Vitor Reis e Henrique de Amorim. Concebida em 2017, a startup começou a operar já no início de 2018. Com sede em Salvador e São Paulo, a logtech tem 400 clientes espalhados em todos os estados brasileiros.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade