Notícias

Logística e Transporte

Roubo e furto de caminhões crescem pela segunda quinzena seguida, durante pandemia

Data29 abril 2020

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

O Grupo Tracker, maior empresa de rastreamento e localização de veículos do Brasil, constatou que o número de roubo e furto de veículos – considerando todas as categorias: leves, pesados e motocicletas – cresceu 12,35% nas últimas duas semanas (entre 12 e 25 de abril), na comparação com as duas semanas anteriores (de 29 de março a 11 de abril), em todo o país.

As ocorrências com caminhões tiveram um crescimento de 25% no período. No comparativo anterior (entre 15/03 a 28/03 x 29/03 a 11/04) os veículos pesados já haviam registrado alta de 7,7%.

O segmento composto por automóveis, pick-ups e SUVs também apresentou alta de 12,9%, em todo o país. Já os eventos com motocicletas caíram 17,6%

.”Fica claro que com o relaxamento da quarentena, voltamos a observar um aumento na frequência de uma maneira geral (puxado principalmente pela massa superior de veículos leves) e no caso de pesados, o aumento de 25% sobre uma base já crescente de 7,7% da quinzena anterior demonstra que os holofotes continuam ainda voltados para o roubo de caminhões e cargas”, analisa o diretor Comercial do Grupo Tracker, Rodrigo Abbud.

No Estado de São Paulo, houve aumento no número global (todos os segmentos) de 11,43%. Caminhões foram 14,3% mais ocorrências, carros/pick-up/SUV alta de 13% e motocicletas queda de 7,1%.

Já no Estado do Rio de Janeiro, a alta global foi maior, de 12,5%, impulsionada pelos carros/pick-up/SUV, que cresceu 23,8%.

O segmento caminhões permaneceu estável e motos registraram queda de 66,7% nas ocorrências.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade