Notícias

Agro

Regulador de crescimento amplia o rendimento em até 30% nas lavouras de maçã

Data6 maio 2024

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Na busca incessante por métodos que otimizem a produção agrícola, a utilização de fitoreguladores – ou reguladores de crescimento na cultura de maçã tem se destacado como uma estratégia eficaz. Essa tecnologia visa equilibrar o desenvolvimento vegetativo da macieira, assegurando uma produção de frutos de alta qualidade, além de aumentar a produtividade.

Segundo o engenheiro agrônomo e gerente de Marketing Regional da IHARA, Marcos Vilhena, a macieira, quando não gerenciada adequadamente, tende a apresentar um crescimento vegetativo excessivo, competindo diretamente com o desenvolvimento dos frutos. “Esse desequilíbrio compromete a frutificação e limita a capacidade de crescimento e qualidade dos frutos. Nesse contexto, os reguladores de crescimento surgem como aliados cruciais para os agricultores, desempenhando um papel fundamental no retardamento do crescimento dos ramos, indução floral mais homogênea e melhoria na penetração da luz. Além disso, seus benefícios abrangem ainda o aumento da frutificação, por meio da qualidade e vigor das gemas, maior equilíbrio entre as partes produtiva e vegetativa, uniformidade no tamanho dos frutos, redução significativa nos custos com podas, chegando a até 80%, e aumento expressivo na produtividade”, enfatiza Vilhena.

Para ajudar o agricultor a ter mais rentabilidade no campo, a IHARA, empresa especializada em tecnologia para proteção de cultivos, tem em seu portfólio a tecnologia Viviful SC como uma solução altamente eficiente para a cultura da maçã. Este regulador de crescimento tem se destacado ao proporcionar ganhos expressivos de até 30% em produtividade, mas com especial destaque para a qualidade alcançada nos frutos, em tamanho, coloração e valor de comercialização, contribuindo assim para uma maior eficiência do pomar.

O engenheiro agrônomo e gerente de Marketing Regional enfatiza ainda que na produção de maçãs, diferentemente de muitas culturas, o excesso de frutas por planta pode prejudicar a produtividade e a qualidade do fruto. “A poda, aliada ao uso de reguladores de crescimento, emerge como uma estratégia importante. Uma melhor arquitetura de ramos aliada a um melhor pegamento de floração, contribui para o equilíbrio da planta, favorecendo a incidência de luminosidade e garantindo alta produtividade com frutos de qualidade”, explica.

Para evitar perdas no pós-colheita é essencial que o agricultor adote boas práticas agrícolas. Dentre elas, destacam-se o controle de plantas invasoras, limpeza dos pomares, manuseio adequado dos frutos, e medidas para evitar desequilíbrios de nutrientes que reduzem infestação e infecção por fungos nos pomares. “A combinação de reguladores de crescimento, como o Viviful SC, com boas práticas de manejo, emerge como um caminho promissor para produtores de maçã, proporcionando não apenas ganhos de produtividade, mas também assegurando a qualidade dos frutos e minimizando perdas pós-colheita. A adoção dessas tecnologias de ponta representa um avanço significativo no setor, promovendo uma agricultura mais eficiente e sustentável”, finaliza Vilhena.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade