- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Programa BNDES Crédito Rural já aprovou R$ 1,3 bilhão para o agronegócio em 2020

O apoio do BNDES ao setor agropecuário por meio do Programa BNDES Crédito Rural atingiu R$ 1,3 bilhão em financiamentos neste ano. Já foram concedidos empréstimos a 2.900 produtores por meio de mais de 4.000 operações.

Criado em março, com o objetivo de garantir perenidade na oferta de crédito para investimento a produtores rurais, o Programa conta exclusivamente com recursos próprios do BNDES.

Ele é destinado à aquisição de máquinas e equipamentos e a projetos de investimento do setor, podendo ser acessado em qualquer época do ano.

A concessão do financiamento ocorre por via indireta, por meio de agentes financeiros credenciados. Entre eles estão bancos comerciais, bancos de desenvolvimento, agências de fomento, bancos de montadoras, bancos cooperativos e cooperativas de crédito.

O prazo de quitação pode chegar a 15 anos, com uma taxa de juros final prefixada ou pós-fixada, de acordo com o interesse do cliente e com a finalidade do financiamento.

O programa não impõe restrições quanto ao porte do beneficiário, não possui limite de financiamento e pode apoiar até 100% dos itens financiáveis.

Por ter disponibilidade contínua de recursos e estar aberto a solicitações durante todo o ano, o BNDES Crédito Rural complementa os Programas Agropecuários do Governo Federal (PAGFs), também operacionalizados pelo BNDES.

Os PAGFs ficam atrelados ao limite orçamentário definido pelo Ministério da Economia e alguns deles já estão com os protocolos para o ano safra corrente encerrados, ou seja, tiveram novas contratações suspensas.

O programa do BNDES, portanto, amortece os efeitos decorrentes do esgotamento de recursos dos PAGFs, atuando como uma fonte complementar de oferta de crédito para desenvolvimento do setor agropecuário brasileiro.

Apoio real na produção de chás – A ação do BNDES no financiamento ao crédito rural ajuda empreendedores como o casal Cleberson e Maria Sandeski, de Imbituva (PR).

Eles enfrentaram um recuo na demanda de seus produtores e tiveram de se reinventar ao vender os chás da sua empresa, a João de Barro, diretamente para o produtor final com o apoio do BNDES.

“O produto estava embalado e pesado, pronto para despacharmos. Mas a pessoa disse que não poderia ficar com o produto”, explica Maria. “Aquele produto virou adubo”, lembra. Após o tombo, a empresa conseguiu, junto à Cresol, financiamento para comprar uma estufa. “Como somos pequenos produtores, não temos recursos para investir, por isso a tomada de crédito foi muito importante”, ressalta Cleberson.

A história de Maria e Cleberson na João de Barro foi ao ar nesta quinta-feira no canal do YouTube do BNDES dentro da websérie “Desafios de Empreender”.

A série é protagonizada por pequenos empreendedores que compartilham os desafios e superações, suas lições aprendidas e o impacto dos financiamentos nos seus negócios. Eles também relatam como o crédito bancário os ajudou a atravessar a crise gerada pela pandemia de covid-19.