Notícias

Notícias

Origem do Dia do Feirante

Data24 agosto 2020

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

A data foi escolhida para homenagear a primeira feira livre, que contou com 26 feirantes e aconteceu em 25 de agosto de 1914, no Largo General Osório, em São Paulo.

Na época, Washington Luís era o prefeito de São Paulo e oficializou as feiras livres no Brasil, a partir do ato 625.

Os agricultores da época, que em maioria eram imigrantes portugueses, não sabiam muito bem que destino dar para os produtos que não tinham sido comercializados nos empórios e mercearias.

Porém, com o incentivo da prefeitura da cidade, os produtos que sobravam eram facilmente vendidos diretamente para os clientes e por preços mais baixos.

As primeiras feiras vendiam apenas produtos alimentícios, frutas, verduras e legumes, mas com o passar do tempo e o aumento da freguesia, alguns comerciantes começaram a levar outros produtos para a feira, como roupas, calçados, salgados, artesanato e, em geral, tudo o que era de serventia para a população.

Com todo esse avanço, não demorou muito para a prática se popularizar. Na segunda feira realizada, no Largo do Arouche, o evento já contou com 116 feirantes. De lá para cá, foram criadas leis em alguns municípios brasileiros que garantem os direitos e deveres das feiras livres.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade