- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Motoristas levam bronca de app ao dirigir usando celular

O sistema de telemetria da Infleet emite alertas aos condutores, como ‘cuidado, cuidado’ e ‘não desvie o olhar’, ao identificar possíveis riscos.

“Cuidado, cuidado”. O alerta, feito pausadamente depois de dois sinais sonoros (bips), é um dos avisos emitidos por uma tecnologia desenvolvida pela plataforma de gestão de frotas, a Infleet. Direcionados aos motoristas, esse e outros recados servem para lembrar quando é hora de descansar, ou ainda chamar a atenção para condutas ao volante.

“Não desvie o olhar”, “não se alimente”, “não fume” e “não use o celular” são outras frases ditas pelo sistema para chamar atenção do condutor. Advertências necessárias, já que estudos comprovam que o cansaço e problemas de saúde decorrentes de maus hábitos estão entre as principais causas de estafas (e, por consequência), de acidentes, sofridos por motoristas.

O sistema também detecta quando alguém não autorizado assume o volante. “Não reconheci você” é a frase emitida pela tecnologia da Infleet. Também, quando a operação é realizada incorretamente. “Violação no sistema”, assinala a voz.

Todo o processo pode ser acompanhado em tempo real pelo frotista, quando situações como essas são identificadas, o gestor pode tomar as medidas necessárias para verificar o que está acontecendo. “É uma funcionalidade que auxilia no combate aos acidentes no transito”, acrescenta Victor Cavalcanti, fundador e CEO da Infleet.

A maioria dos condutores não percebe a importância desses cuidados. É o que demonstra o estudo “Condições de trabalho de caminhoneiros: percepções sobre a saúde e autocuidado”, de 2021, de autoria das pesquisadoras Adriana Maria Figuerêdo Batista e Rita de Cássia Lisboa Ribeiro, e de Kiriaque Barra Ferreira Barbosa. Foi constatado baixa autopercepção entre os condutores, e que estes se mostram “pouco estimulados ao autocuidado”. O estudo foi publicado na Revista Physis, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Para Cavalcanti, os avisos contribuem para uma direção mais saudável. Ele explica como funciona a tecnologia: “Um sistema de telemetria, que consiste no acompanhamento em tempo real de cada veículo da frota. Pelo comportamento do motorista e do próprio veículo, a tecnologia identifica possíveis riscos, e emite os alertas”.

Resultados

Segurança não só para os próprios motoristas, como para passageiros; e ainda para os frotistas. Afinal, assinala o executivo, ao avisar sobre a necessidade de redobrar os cuidados, não fumar nem atender ligações ao volante, o sistema estimula uma direção que preserva a integridade pessoal e a proteção ao veículo e à carga transportada.

Além da proteção da vida, a telemetria proporciona ganhos de eficiência operacional da frota, “reduzindo-se os custos com abastecimento e manutenção, e garantindo um melhor desempenho dos veículos”, conforme pontua o CEO da Infleet.