Notícias

Agro

Maior exportador mundial de laranja do tipo Valência

Data4 maio 2022

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

O Egito se tornou o maior exportador mundial de laranja do tipo Valência, tirando a posição da Espanha. Segundo levantamento feito pelo Serviço de Agricultura Estrangeira (FAS) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, o Egito continuará como o principal exportador mundial de laranja fresca em 2021/22.

“Hoje, o Egito está entre os top 10 países no ranking da citricultura, produz ao longo do rio Nilo, cerca de 65 milhões de caixas, em pomares irrigados e obtendo frutas de variedades diversas como, Navel (Baia), Valência, Murcot, Limão Siciliano, Limão Tahiti, Grapefruit e outras locais. Quase metade de toda a produção é para exportação e boa parte dela atende ao mercado de frutas orgânicas. Poucas e raras doenças deixam o ambiente mais calmo e as produções mais segura”, explicou o Paulo Celso Biasioli, Engenheiro de Alimentos que esteve no Egito e conheceu a produção de citricultura do País.

Em 2019, último ano de exportações recordes do Egito, o país embarcou para o exterior cerca de 44,1 milhões de caixas de laranja de 40,8 kg, pouco mais que a Espanha, segundo dados do International Trade Center, agência conjunta da Organização Mundial do Comércio e da Organização das Nações Unidas. Ambos, no entanto, estão longe do terceiro maior produtor, a África do Sul.

Os principais mercados da laranja egípcia são Rússia, Arábia Saudita, China, Holanda – considerada a porta da Europa – e Emirados Árabes Unidos. No ano passado, porém, o país árabe conquistou novos mercados para suas laranjas, que chegaram a destinos tão diversos como Brasil, Nova Zelândia e Japão.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade