Notícias

Agro

Início das chuvas requer cuidados com o limão

Data17 dezembro 2021

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

De dezembro a fevereiro são os meses de maior precipitação, período ideal para suplementação dos principais macronutrientes da cultura

O período com chuvas mais intensas nas principais regiões produtoras de limão no Brasil começa agora em dezembro e segue até fevereiro. É o momento ideal do qual se recomenda realizar a suplementação via solo dos macronutrientes, (NPK); Nitrogênio (N), Fósforo (P) e Potássio (K). A fruta possui três fases muito importantes e cada uma delas tem uma exigência nutricional diferente, são elas: indução floral, pegamento de fruto e enchimento deles. Além disso, os micronutrientes também são muito importantes e estes precisam ser aplicados durante o ano todo.

Para garantir uma boa colheita os produtores além de ficar atentos com a nutrição têm como principais pontos de cuidados aqueles voltados também para o controle de pragas. De acordo com Jairo Oliveira, engenheiro agrônomo na multinacional DVA Agro, merecem atenção os ácaros, as cochonilhas, a larva minadora e Psilideo. “Temos ainda o controle de doenças como: Cancro Cítrico, Gomose e o famoso Greening”, conta.

Pensando em trazer mais um conjunto de soluções ao citricultor, a DVA Agro lança o “Limão +”, um protocolo de tratamento contendo macro e micronutrientes direcionado especificamente para cada etapa de desenvolvimento da cultura. “O foco é manter o equilíbrio nutricional com estímulo ao sistema imunológico das plantas, promovendo o desenvolvimento de hormônios essenciais para se obter a melhor sanidade delas, coloração de fruto e menor ataque de pragas”, destaca Oliveira. Estas são extremamente prejudiciais ao desenvolvimento da cultura, e com esses cuidados, convertendo em maior produtividade e melhor rentabilidade pela qualidade de frutos.

Diferenciais

O pacote de ferramentas “Limão Mais” é composto pelos produtos: Incentia Foliar Stimulus, Incentia ECO Zinc, Incentia PhytoEco Curpum, Insentia Phosk 60 Plus, Incentia Secuestrum MgMIX e o Incentia Foliar k62 Plus. Eles oferecem os elementos essenciais para promover uma coloração mais acentuada do fruto, como o Magnésio, Zinco, Enxofre e Molibdênio. “Outro ponto importante é que tudo isso sem resíduo, possibilitando a exportação da produção, mercado hoje com melhor remuneração, mas que exige um limão com a casca mais grossa e com a coloração mais escura”, explica o profissional da DVA Agro.

Além disso, ele ressalta que os produtores do estado de São Paulo têm recebido intensas fiscalizações com relação a quantidade de resíduos deixados no fruto. “Nosso programa conta com produtos ecológicos, que permitem o tratamento da planta com zero resíduo, um exemplo disso é o Cuprum, um produto a base de cobre, porém um cobre ecológico com zero resíduo”, completa o engenheiro agrônomo.

Cultura importante para SP

A citricultura contempla além da laranja, a plantação de frutas como a tangerina, a lima ácida e o limão. A atividade chegou ao Brasil através dos portugueses nos estados de São Paulo e Bahia logo após a colonização. Hoje, o setor por aqui desempenha um papel de liderança mundial, gerando direta e indiretamente milhares de empregos na área rural. O Limão é responsável por cerca de 55% dos embarques nacionais, assegurando o retorno de US$ 104.6 milhões ao país em 2019, segundo dados da Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade.

São Paulo é o Estado que mais produz limão no Brasil, com 1.1 milhão de toneladas em 2019, seguido por Minas Gerais (72 mil toneladas) e pela Bahia (65 mil toneladas). O valor da produção no território paulista chegou a R$ 1.1 bilhão em 2020. “As maiores concentrações de plantio ficam em Bebedouro, Matão, Limeira e Votuporanga, sendo que 90% da área corresponde ao plantio de Tahiti e 9% de limão Siciliano”, relata Oliveira.

Sobre – A DVA Agro é uma empresa multinacional alemã cuja missão é desenvolver soluções agrícolas de alta qualidade para agricultores no Brasil e no mundo. Produz e comercializa produtos para a proteção de cultivos, nutrição vegetal, biológicos e adjuvantes especiais para a agricultura sustentável. Com mais de 50 anos de experiência, além do Brasil também tem operações na Europa, América Latina, Ásia e África.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade