Notícias

Comércio Exterior e Economia

Índice de Preços dos Supermercados (IPS) registra desaceleração nos alimentos

Data24 janeiro 2022

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Considerado um mês com alta no preço de alguns alimentos devido ao elevado consumo ocasionado pelas festas de fim de ano, dezembro apresentou inflação de 1,03% no Índice de Preços dos Supermercados (IPS), calculado pela Associação Paulista de Supermercados (APAS) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).  No período de janeiro a dezembro, o IPS registrado foi de 10,21%.

O aspecto positivo é a redução de itens que integravam uma cesta de produtos inflacionados ao longo do ano, como as carnes. No caso dos derivados das carnes, ocorreu uma redução de 1,03% no mês, já que a cadeia produtiva não foi afetada pela demanda das compras das ceias natalinas e de Réveillon. Itens como peito de peru, presunto, toucinho defumado, empanados de frango e pertences de feijoada contribuíram para a deflação do índice geral dessa categoria.

Dentre os hortifrutigranjeiros (produtos in natura), os tubérculos tiveram redução de 2,01% e de 9,07% no acumulado do ano, puxada principalmente pela batata, que deflacionou 19,62% no mês e 29,43% no ano. A queda no preço foi provocada pela elevação da oferta, mesmo com regiões produtoras afetadas pelas geadas ocorridas em maio.

O IPS geral dos hortifrutigranjeiros registrou aumento de 3,16% no mês e de 4,95% de janeiro a dezembro. A intensa procura por frutas para as festividades de fim de ano ocasionou uma inflação de 7,22% e de 3,99% no acumulado do ano nessa categoria de produtos.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade