Notícias

Floricultura

Importância do paisagismo no isolamento social

Data13 abril 2020

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Engenheiro Agrônomo e Paisagista, Gustavo Carvalho

A importância do paisagismo e do uso da vegetação nunca foi tão grande como nesse tempo em que estamos vivendo.

O ganho proporcionado pelo contato das pessoas com a natureza, como já comprovado em estudos científicos, vai muito além dos aspectos estéticos: está relacionado à sensação de bem-estar e conforto das pessoas que têm contato com um jardim.

Durante o isolamento social, todos nós procuramos um pouco de ar livre para respirar, aliviando a angústia que sentimos nesses dias que estamos vivendo.

Essa angústia que vai muito além de simplesmente não poder sair de casa, mas também abrange todas as tristes notícias diárias e estampadas em todos os lugares para onde olhamos.

Nesse processo um jardim pode trazer diversas sensações. O uso de plantas com diferentes texturas, cores e formas desperta o bem-estar.

Além disso, cultivar frutíferas e hortas, fazendo o uso culinário de diversas plantas, traz ganhos também relacionados à nossa saúde.

Pare para pensar: quando tivemos tempo para cuidar do jardim com a dedicação que temos agora? Quantas vezes as tarefas simples, como molhar as plantas, nos passaram despercebidas?

O simples fato de podermos nos dedicar à essas tarefas de colher as frutas e temperos no quintal de casa ou na varanda de um pequeno apartamento ou ainda molhar e cuidar das plantar de um jardim com atenção podem ajudar o nosso psicológico e fazer desse momento tão difícil, um aprendizado: estamos realmente dando valor às coisas simples e importantes que a vida nos proporciona?

Além desses fatores, temos também o ganho ambiental. Em meio às tristes reportagens, nos deparamos com manchetes que destacam o quanto da poluição atmosférica tem diminuído com esse movimento: tem sido possível observar o céu de algumas cidades – antes totalmente cobertas pela poluição – muito mais azuis; e quem não viu fotos dos canais de Veneza com as águas mais limpas? Peixes e pássaros circulando com mais frequência.

É claro que, em termos econômicos, nos depararemos com dificuldades após esse período. São diversos os prejuízos que esse momento está causando.

Mas quando penso nos fatores que tem se alterado positivamente, não posso deixar de acreditar que o mercado vai se posicionar de forma diferente quando tudo isso passar: a arquitetura irá valorizar muito mais o ambiente externo das áreas construídas, gerando maior integração entre os ambientes de forma a valorizar ainda mais as áreas verdes, garantindo que o mercado de paisagismo e a utilização das plantas seja ainda mais valorizado.

Autor

Gustavo Carvalho – Engenheiro Agrônomo Paisagista, Professor no curso de Engenharia Agronômica, com Mestrado em Ciências Ambientais.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade