Notícias

Agro

Grupo Europeu agro vai investir R$500 milhões em suas operações no Brasil

Data25 abril 2022

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Nos últimos anos, a Origin Enterprises ganhou participação no mercado através da expansão e aquisição de várias empresas em toda a Europa e agora está concentrando seus esforços no avanço de sua marca Fortgreen no Brasil e na América Latina

Os últimos 14 anos têm sido de muito trabalho para o Origin Enterprises, um grupo de agro-serviços internacional, com sede na Irlanda, que fornece consultoria agronômica especializada, insumos e soluções agrícolas digitais para produtores rurais, paisagistas e profissionais do meio ambiente.

Listado nos mercados das bolsas de valores Euronext Growth (Dublin) e AIM/Londres Stock Exchange (Londres), o Origin tem posições de liderança no mercado onde está sediado e também no Reino Unido, Brasil, Polônia, Romênia e Ucrânia. Com mais de 2.500 funcionários e receitas globais superiores a € 1,7 bilhão, agora o grupo está focado em expandir suas operações em terras brasileiras e na América Latina e planeja investir em até cinco anos R$500 milhões. Os lucros de junho de 2020 até julho de 2021 foram de € 61 milhões.

Com o seu forte posicionamento, a Origin tem capacidade de investimento para novas aquisições e projetos. A estratégia do Grupo está focada na agricultura sustentável e no apoio a sua base de distribuidores e clientes agrícolas que obtêm melhores rendimentos e retornos financeiros. O interesse no agronegócio brasileiro não é novo. Em 2018, a marca fez sua primeira aquisição fora do continente europeu com a compra da Fortgreen, uma empresa brasileira de nutrição, fisiologia, tecnologia de aplicação e fertilizantes de liberação controlada, sediada em Paiçandu/PR.

De acordo com o CEO da Origin na Latam, Declan Giblin, a aquisição da Fortgreen na época foi estratégica. “Para alimentar uma população global crescente, o Brasil é um dos mercados agrícolas mais importantes do mundo, e a aquisição da Fortgreen foi apenas o primeiro passo para a Origin na América Latina”, disse. “Todos os nossos outros negócios estão localizados no Hemisfério Norte, portanto, vir para o Hemisfério Sul traz um melhor equilíbrio geográfico para nossas aspirações de geração de lucro. Se você quer estar envolvido na agricultura global, você deve ter uma presença no Brasil”, acrescentou Giblin.

História de sucesso

O grupo Origin Enterprises originou-se na Irlanda em 1897, como uma Cooperativa de Insumos Agrícolas e produtora de alimentos chamada IAWS. A partir de 2006 decidiu separar os negócios e formar duas empresas distintas, a IAWS focada na produção e comercialização de alimentos, focada no fornecimento de insumos agrícolas.

Em 2008 a Origin iniciou seu importante programa de expansão e aquisição em toda a Europa, primeiro adquirindo a Masstock, uma empresa de consultoria agronômica focada na venda e distribuição de insumos agrícolas para produtores no Reino Unido. Isto foi seguido rapidamente por mais duas aquisições em 2009 e 2011, da CSC e UAP dando à Origin uma participação significativa no mercado total de insumos agrícolas do Reino Unido, agora operando sob a marca Agrii UK. Outras compras ocorreram dentro da divisão de mistura de fertilizantes com a aquisição da Carrs e Bunns (propriedade da Koch), dando à Origin uma presença significativa no mercado britânico de fertilizantes.

Outras incorporações levaram a marca para a Ucrânia, Polônia e Romênia, onde possui posição de destaque nesses mercados. Além do agro, o grupo também cresceu em negócios de amenidade (áreas de lazer como parques e campos de golfe) durante esses mesmos anos. Um dos seus diferenciais são as relações significativas com todos os fabricantes globais de produtos de proteção à lavoura, fornecendo mais de € 500 milhões anualmente, além de sua carteira de fertilizantes de 2,5 milhões de toneladas. 

Foco na América Latina

De acordo com Declan Giblin, a Origin tem uma estratégia clara para a América Latina: ser o melhor fornecedor de insumos agrícolas e tecnologias únicas para cooperativas, distribuidores/revendedores e agricultores. “Esperamos que a Origin Enterprises, através da Fortgreen e das outras empresas que estão em nossos planos de aquisição, assim como alguns projetos, possa nos tornar tão importantes para os agricultores brasileiros e latino-americanos, como estamos no mercado europeu”, disse ele. “Reservamos fundos adicionais de investimento para desenvolver nossa plataforma aqui no Brasil, tanto através de crescimento orgânico como em compras direcionadas. É um momento emocionante para a agricultura brasileira e para nossas aspirações comerciais aqui”, completou.

A Fortgreen tem sido muito importante nesta estratégia, pois a empresa trouxe para a Origin Enterprises uma capacidade adicional em tecnologia e inovação para a área de nutrição, fisiologia vegetal, adjuvantes e fertilizantes de liberação controladaDe acordo com Leonardo Regis Pereira, Chefe de Desenvolvimento de Negócios e Inovação da Latam, “a Fortgreen demonstrou à Origin e suas subsidiárias na Europa que seus produtos e tecnologias trazem maior produtividade e minimizam as perdas causadas pela seca, frio e outras estresses abióticos e bióticos”, destacou.

Os produtos Fortgreen como PhysioCrop à base de aminoácidos, Drive e Podlock, agora estão nas prateleiras das empresas irmãs da Fortgreen no Grupo Origin na Irlanda, Reino Unido, Ucrânia, Polônia e Romênia. O bom desempenho tem atraído a atenção dos produtores nessas localidades, onde estão adicionando mais rendimento e melhoria da safra.

Sobre a Origin Enterprises plc

Origin Enterprises plc é um grupo internacional de Agri-Services, fornecendo consultoria agronômica especializada, insumos agrícolas e soluções agrícolas digitais para agricultores, cultivadores, paisagistas e profissionais da área de amenidade.  O Grupo tem posições de liderança de mercado na Irlanda, Reino Unido, Brasil, Polônia, Romênia e Ucrânia.  A origem está listada na Euronext Growth (Dublin) e nos mercados AIM das Bolsas de Valores da Irlanda e Londres.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade