Notícias

Agro

Exportações de 2021 para países árabes somam mais de US$ 12 bi até novembro

Data29 dezembro 2021

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Os países árabes estão, cada vez mais, consolidando-se como importantes parceiros comerciais e destino de vários produtos brasileiros que tenham a certificação halal. De acordo com a Cdial Halal, a expectativa é de que, até 2024, o mercado halal movimente em torno de US$ 3,2 trilhões em todo o mundo. Esse cenário positivo é comprovado pelos dados divulgados pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB), que mostram um valor consolidado de mais de US$ 12 bilhões em exportações para países árabes entre janeiro e novembro de 2021.

Esse segmento em expansão tende também a potencializar a presença dos produtos brasileiros nesses países. A pandemia, segundo o gerente de Relações Internacionais da Cdial Halal, Omar Chahine, foi um dos motivadores que impactaram positivamente nas exportações de produtos halal. “Especialmente nesse período, o mundo passou a buscar ainda mais a segurança, rastreabilidade e saudabilidade dos alimentos e a certificação halal preenche esses requisitos, sendo critério cada vez mais procurado em todo o mundo”.

Chanine ressalta ainda que o Brasil comprova sua excelência com o aumento das exportações ao mercado árabe. “Essa expertise brasileira é comprovada pela facilidade em se adaptar a exigências e normativas diferentes, por possuir uma mão de obra especializada e capacitada, além do ambiente favorável, o que faz com que o Brasil esteja sempre na liderança de exportações halal no mundo”.

Dados da CCAB – Hoje os países árabes representam o terceiro destino das exportações brasileiras, atrás apenas da China e dos Estados Unidos. Os dados divulgados pela CCAB mostram que nos onze meses de 2021 as exportações para esses destinos somaram US$ 12 bilhões e, nesse período, aumentaram 25,3%.

Já entre os principais países de origem árabe que compraram do Brasil estão: Emirados Árabes Unidos (1º), Arábia Saudita (2º) e Bahrein (3º). Entre os principais produtos exportados para essas localidades estão o minério de ferro, açúcar e carne de frango que, juntos, entre janeiro e novembro de 2021, tiveram uma receita de mais de US$ 8 bilhões.

Sobre a certificação halal – A certificação Halal atesta a qualidade da produção, da confiabilidade, da rastreabilidade e do cumprimento dos requisitos de segurança em todo o seu processo. Abrange desde a matéria-prima, todo o processo de produção, higienização, rastreabilidade, armazenagem e transporte. Pode ser aplicada a qualquer categoria de empresa, por exemplo, pecuária, agricultura, serviços de alimentação (hotéis e restaurantes), transporte, têxtil, indústria química e bioquímica, embalagens, cosméticos, produtos de origem animal perecível ou de longa vida, transporte e armazenagem, dentre outros.

Cdial Halal – É uma das certificadoras da América Latina acreditada pelos principais órgãos oficiais dos Emirados Árabes (EIAC) e do Golfo (GAC), o que confere seriedade e competência nos segmentos que atua. Também é a primeira da América Latina a conquistar a categoria “N” para cosméticos e fármacos. Esta certificação é aceita em todo o mundo, inclusive nos países de maior população muçulmana como Malásia, Indonésia, Singapura e Golfo Pérsico (ou Golfo Árabe).

VEJA TAMBÉM...

Publicidade