Notícias

Agro

Estudo DHL Supply Chain: Pandemia impõe novos desafios logísticos para a indústria automotiva global

Data1 julho 2021

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

A DHL Supply Chain, líder global em armazenagem e distribuição, realizou um estudo sobre descobertas atuais de renomados institutos de pesquisa, mostrando como a pandemia criará ou acelerará algumas tendências na indústria automotiva, mas também paralisará outras.

De acordo com este novo documento, intitulado “Indústria automotiva: um cenário em transformação”, este mercado está passando por grandes mudanças em virtude do surgimento de novas tecnologias, da mudança nas expectativas dos clientes e de um foco cada vez mais direcionado às políticas ambientais, sociais e de governança (ESG).

Neste contexto, a DHL Supply Chain oferece soluções que ajudarão os OEMs a se adaptarem aos desafios que esta indústria está enfrentando e, ao mesmo tempo, apoiarão esses fornecedores no cumprimento de suas metas corporativas de ESG.

“Com as fronteiras fechadas, o ano passado deixou muito clara a importância de se cultivar uma cadeia de suprimentos flexível, mas ao mesmo tempo resiliente e confiável. A indústria está em transição para uma nova realidade após a pandemia, com grandes mudanças nos modelos convencionais de negócios e ampla expansão da automação. Mas esses não são os únicos desafios que os OEMs enfrentarão no futuro. Temos que reconhecer o papel que o Supply Chain desempenha em termos de sustentabilidade. Já existem muitas possibilidades de suportar a indústria automotiva no sentido de promover uma maior consciência ambiental”, disse o Dr. Dietmar Steins, Vice-Presidente Executivo Global de Solutions Design na DHL Supply Chain.

“Apoiamos nossos clientes na implementação de tendências contínuas, como a sustentabilidade e a digitalização, em seu Supply Chain”.

O estudo revelou que existem vários aspectos que impactam a indústria automotiva e que, além disso, criam interdependências entre si. Os fabricantes de automóveis e seus fornecedores estão se movendo cada vez mais rapidamente em direção à mobilidade livre de emissões, fazendo a transição para soluções elétricas e, ao mesmo tempo, a COVID-19 está moldando as oscilações futuras e distorcendo algumas previsões anteriores.

À medida que os OEMs são afetados por custos fixos com pouca ou nenhuma receita, os investimentos em tendências, como carros autônomos, foram reduzidos ou redirecionados. As vendas on-line, que jamais haviam sido encaradas como tendo a real capacidade de substituir a experiência presencial na concessionária, estão ganhando fôlego. Projetos e despesas de capital que não contribuem diretamente para resultados imediatos foram colocados em segundo plano. Em um nível mais amplo, algumas das crenças mais profundas do setor sobre a globalização e as cadeias de suprimentos estão sendo colocadas à prova pela pandemia.

Segundo os pesquisadores, estratégias regionais independentes ganharão maior importância na indústria automotiva. Com muitos países em lockdown em diferentes momentos e suas unidades fabris fechadas, a localização ou pelo menos a flexibilização das cadeias de suprimento são fundamentais para a resiliência do setor. Estudos também mostram que o segmento ainda está muito longe do fim da digitalização.

Com o aumento da automação e da conectividade, a indústria está investindo pesado na inteligência artificial e no machine learning. Na era da supremacia dos dados, os OEMs estão migrando ainda mais rapidamente para um modelo mais orientado aos serviços e aos clientes, o que resulta em uma dinâmica muito maior nos ciclos dos produtos. Para tornar a indústria holisticamente mais sustentável e cumprir as políticas correspondentes, o Supply Chain é fator estratégico de sucesso.

“Graças à nossa ampla experiência em lidar com grandes complexidades em Supply Chain, podemos reconhecer as mudanças da indústria ainda em um estágio inicial, e nos adaptar a elas com agilidade. Com nossas soluções sustentáveis para armazenamento, abastecimento de fábricas, transporte, packaging e gestão de Supply Chain, oferecemos aos OEMs todo o suporte que precisam para cumprir suas metas de ESG e entregar seus resultados de negócios. Estamos muito orgulhosos por poder fornecer à indústria automotiva todo o suporte de que ela precisa”, afirma Hendrik Venter, CEO da DHL Supply Chain Europa.

Este cenário no Brasil é ainda mais intenso, como aponta o Diretor Sênior de Operações do setor Automotivo da DHL Supply Chain Brasil, Maurício Almeida. “A indústria automobilística aqui instalada está se reinventando em um curtíssimo espaço de tempo.

Destaque para a maior presença de carros elétricos entre os lançamentos, digitalização das vendas e do relacionamento com o consumidor e a adoção de soluções alternativas como a terceirização da logística de peças no aftermarket, que permite a captura de sinergias e uma melhor prestação de serviços às concessionárias e aos consumidores”.

Do Supply Chain design aos canais digitais, e dos serviços de pós-venda às soluções de veículos elétricos ou logística sustentável, a DHL Supply Chain pode contribuir com soluções personalizadas e verdes. Por exemplo, configurando cadeias de suprimentos flexíveis e descentralizadas a fim de permitir fluxos mais rápidos entre fornecedores e OEMs, ou entre OEMs e seus clientes, gerando simultaneamente otimizações dinâmicas na operação com base em ferramentas de gestão e inteligência artificial.

VEJA TAMBÉM...