- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Empresa de proteção de cultivos mantém certificação internacional

Rotam do Brasil mais uma vez conquista o selo Great Place to Work (GPTW) e figura entre as melhores para se trabalhar no agronegócio

Segundo os dados mais recentes do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2021, que mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária, está estimado em R$ 1,109 trilhão, 9,8% superior ao do ano passado.

Se este importante setor para economia segue avançando é graças a sinergia entre os produtores e as agroindústrias que nos últimos anos tem investido em inovação, tecnologia e principalmente pessoas.

Uma das empresas é a Rotam do Brasil, multinacional focada em pesquisa, melhoria e desenvolvimento de defensivos agrícolas, que tem atraído a atenção de talentos no mercado. Pelo segundo ano a companhia recebe o selo Great Place to Work – GPTW (ótimo lugar para trabalhar) da consultoria global que apoia organizações em todo o mundo a obter melhores resultados através de uma cultura de confiança, alto desempenho e inovação.

Segundo o gerente geral Brasil, Gabriel de Lima Picosse, para a Rotam, a recertificação é o reflexo de uma gestão responsável preocupada com as pessoas, zelando por um bom ambiente de trabalho e boas práticas. Ainda segundo ele, ouvir e dialogar com os funcionários é fundamental.

“Hoje, somos uma empresa GPTW, que reconhece nossas ações como efetivas e em linha com as melhores práticas do mercado. Recentemente, fomos eleitos como a 8ª melhor empresa do Agro, (na categoria pequenas empresas), pela publicação da GPTW-2021. Isto mostra que temos muito mais acertos do que erros, que nosso time é excepcional, engajado e focado”, destaca.

Esforço contínuo

Mais difícil que alcançar uma certificação internacional desse porte, é manter e seguir melhorando, dia após dia, afinal a marca precisa elevar o nível de excelência melhorando constantemente seus processos para não retroceder. Essa missão não é fácil e ficou ainda mais desafiadora diante da situação imposta pela pandemia do novo coronavírus.

Segundo Picosse, em meio a um cenário desafiador, como o da pandemia, os valores da empresa (Paixão, Empreendedorismo, Pessoas, Foco no cliente, Inovação e Crescimento) foram fortalecidos, priorizando o bem-estar, saúde e segurança da equipe e um olhar interno muito forte em relação aos nossos processos, sistemas, entre outros.

Ainda de acordo com ele, tão importante quanto as áreas de melhorias, são as áreas com os maiores índices de satisfação. É crítico a preservação e aperfeiçoamento de nossas práticas, regularmente.

“Utilizamos os resultados da pesquisa de 2020 para identificar áreas de melhorias e traçamos um plano de ação, de acordo com as prioridades, em diversas áreas como comunicação, melhoria de processos, ações de RH, entre outros. Inauguramos um novo e moderno escritório em Campinas, refletindo melhor nossa cultura e permitindo melhor integração entre as áreas”, pontuou o profissional.

De olho no futuro

Para manter para os próximos anos as exigências da certificação melhorando continuamente o cenário colaborativo, a Rotam já tem traçado um plano sólido de crescimento para o Brasil atrelado ao desenvolvimento da equipe. “A estratégia é sempre capacitar o time hoje, para as demandas de amanhã e isso passa por ouvir as pessoas, dar autonomia com responsabilidade e uma liderança alinhada e integrada são fatores chaves para o sucesso do negócio, sempre pautado por ética, respeito e transparência em todas as ações”, diz Picosse.

Além de motivar o time interno uma certificação internacional do porte da GPTW, abre as portas da empresa para profissionais do agronegócio que almejam ingressar em uma boa empresa e desenvolver seus principais potenciais de atuação. O gerente geral da Rotam no Brasil acredita que cada vez mais as pessoas buscam fazer parte de uma empresa que tenha comprometimento com a sociedade, com a ética, com a sustentabilidade e práticas de diversidade e inclusão, pautada pelo respeito e boas práticas de gente e gestão, entre outros aspectos. “Em minha visão este reconhecimento contribui positivamente para atrair a atenção de novos talentos e na retenção de pessoas através de um melhor índice de satisfação de nosso time”, finaliza Picosse.

O que é o selo GPTW?

O selo Great Place to Work foi criado nos anos 1980 pelo jornalista Robert Levering. A empresa homônima do selo presta consultoria para os negócios que desejam ser reconhecidos pelo seu ambiente e respeito pelos colaboradores. Hoje, a certificação está presente em mais de 53 países e avalia quesitos como benefícios, autonomia, clima organizacional, transparência na gestão, remuneração e orgulho de fazer parte da organização.

Para avaliar esses quesitos é feita uma pesquisa com os colaboradores, que dão notas a cada um deles. Os negócios que atingirem a média de 70 pontos ou mais, estão habilitados a receber a GPTW. A certificação é anual e as empresas que recebem o selo são colocadas em um ranking de acordo com sua nota.

Rotam do Brasil – A Rotam CropScience é uma empresa global de agroquímicos, fundada em 1950, com foco em proteção de cultivos, com atuação direta em mais de 75 países. Com operações de fabricação na China, a empresa fornece produtos de qualidade e suporte técnico profissional que vão desde proteção de cultivos, nutrição de plantas e sementes. A filial no Brasil fica em Campinas/SP e a estação experimental em Artur Nogueira/SP.