- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Dia Mundial das Abelhas: Um toque de arte para celebrar os polinizadores na agricultura

Para comemorar o Dia Mundial das Abelhas – 20 de maio, data estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), a Associação Brasileira de Estudos das Abelhas (A.B.E.L.H.A.) lança uma coleção de pôsteres ilustrados que exalta a valiosa contribuição desses polinizadores para a produção de alimentos.

A coleção Celebrando as abelhas na agricultura traz nove cartazes de aquarelas de alguns cultivos que se beneficiam, em diferentes níveis, da polinização realizada por abelhas e algumas das espécies que fazem esse serviço. As pinturas foram elaboradas pela ilustradora e agrônoma Georgia Amaral e estão disponíveis gratuitamente em formato PDF no site da A.B.E.L.H.A..

São oito pôsteres com cultivos relevantes para a agricultura brasileira, como café, morango, melão, açaí e castanha-do-brasil. As aquarelas incluem detalhes das flores, das principais abelhas que as polinizam e dos frutos gerados. Um nono pôster, que abre a coleção, reúne todos os cultivos.

As oito abelhas retratadas incluem espécies sem ferrão — como a jataí (Tetragonisca angustula) –, abelhas solitárias — como a mamangava-de-toco (Xylocopa frontalis) e a abelha-de-óleo (Centris analis) — e uma espécie exótica, a abelha-africanizada (Apis mellifera), a mais criada para produção de mel e para serviços de polinização agrícola.

Abelhas em cores e formas
Ao optar por um material artístico para comemorar o Dia Mundial das Abelhas, a A.B.E.L.H.A. quer alcançar um número maior de pessoas para conscientizar a sociedade sobre a importância da conservação dos polinizadores e, no caso do setor agrícola, da necessidade de convívio harmônico com essa fauna.

Comprometida com a divulgação de informações com base científica, a A.B.E.L.H.A. convidou uma profissional com embasamento acadêmico para a produção das artes dos pôsteres. Georgia se formou em Engenharia Agronômica, em 2019, pelo IF Sul de Minas – Campus Inconfidentes. Suas ilustrações estão disponíveis em seu perfil no Instagram e ela também trabalha com encomendas (confira o seu portfólio e depoimento abaixo).

Nas pinturas, Georgia retratou a visita de cada espécie de abelha nas flores para pegar o alimento (pólen, néctar ou óleo floral). É nesse ato que elas podem depositar o pólen (que contém o gameta masculino) — da mesma planta ou trazido de outra planta da mesma espécie — na estrutura feminina da flor. Esse processo, conhecido como polinização, garante a reprodução das plantas com flores e é essencial para a frutificação.

A produção dos cartazes foi coordenada ainda pela bióloga, Kátia Aleixo, consultora da Associação A.B.E.L.H.A., que subsidiou o trabalho artístico com informações técnicas sobre os cultivos agrícolas e sobre as espécies de abelhas. Outros profissionais também foram consultados para a validação e revisão dos materiais.