Notícias

Notícias

Covid-19: Embalagens em EPS aumentam segurança alimentar de produtos frescos

Data26 Maio 2020

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Conservadoras DaColheita atendem a mudanças de comportamento dos consumidores diante da pandemia

Com a pandemia de Covid-19, cerca de 81% dos consumidores brasileiros demonstraram preocupação com a higiene e segurança dos alimentos de acordo com pesquisa realizada em março pela PMA – Produce Marketing Association (pma.agr.br), associação que reúne produtores de FLVs (frutas, legumes e verduras) no Brasil.

Por outro lado, o consumo de produtos frescos de qualidade é fundamental para manter a saúde e os níveis de imunidade altos. Os supermercadistas, inclusive, já relatam aumento significativo de 40% na procura por estes alimentos.

Essa nova realidade vem alterando o comportamento do consumidor. Conforme a mesma pesquisa da PMA, 59% dos consumidores informam que têm procurado mais produtos frescos embalados por motivos de segurança alimentar.

O que era à granel agora vem sendo embalado, isso porque as embalagens proporcionam menos interação humana em todo o processo de produção, movimentação, exposição no ponto de venda, até a mesa dos consumidores.

O assunto ganhou tanta força que na Europa a Organização de Embalagem e Meio Ambiente solicitou à Comissão Europeia, em março, que reconhecesse a embalagem como um componente essencial para manter o fluxo ininterrupto de grupos de produtos identificados como críticos, como “bens relacionados à saúde e perecíveis, principalmente alimentos”.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade