- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Como o metaverso auxiliará o agronegócio?

Tonico Novaes

Quando falamos em metaverso, sempre temos em mente que é uma nova versão da realidade virtual já conhecida por todos. Entretanto, essa tecnologia vai além do que já ouvimos falar. Trata-se de um espaço compartilhado, na web, que recria um espaço físico no ambiente digital. É importante frisar metaverso não serve apenas para a realização de bate-papo no chat, assistir uma live, ou participar de uma festa online. É a tradução de ambientes físicos no digital, possibilitando simular situações reais no ambiente digital. As aplicações dessa nova tecnologia ainda estão sendo testadas, mas o segmento agro começa a utilizar o metaverso em simuladores de leilões, fazendas e lavouras.

As plataformas gamers foram a versão inicial do metaverso no nosso dia a dia. Depois, alguns setores da sociedade como a educação e o varejo difundiram ainda mais a gamificação, expandindo a tecnologia. Agora o segmento agro começa a utilizar a solução com o objetivo de facilitar o controle de áreas em lugares distantes e que precisam de monitoramento mais próximo, para uma aproximação dos produtores rurais para conhecer produtos e tecnologias utilizadas em outras regiões, além da abertura para novos mercados e qualificação profissional.

A Basf Brasil, empresas que atua no segmento agrícola, por exemplo, criou um mundo virtual para mostrar as suas soluções para o agronegócio, de maneira lúdica e interativa. No evento Show Rural Digital, foram apresentados exemplos de pulverizadores, onde por meio da realidade virtual, foi possível fazer simulações da utilização desses maquinários. Com essa estrutura, o agricultor tem a oportunidade de realizar movimentações como se estive no evento presencial, como embarcar em um trator digital, selecionar grãos digitais de café, ou até mesmo, sentir a textura e o cheiro de frutas e hortaliças.

É muito importante destacar que essa transformação digital, que podemos classificar como um “novo marco” na era da internet, já está acontecendo e deve crescer ainda mais quando o 5G chegar a todas as regiões do país. Isso porque o 5G revolucionará, mais uma vez os conceitos sobre convergência e interatividade, em todos os setores da sociedade. No agronegócio, não será diferente. Embora haja incertezas sobre quais aplicações serão difundidas, o produtor rural será o principal beneficiado. As novas tecnologias darão segurança em suas aquisições de produtos e serviço, com um parecer mais detalhado e na qual vai aprimorar essa experiência do agricultor.

Para a segunda edição da Campus Party Goiás vamos aproveitar que o estado é destaque dentro cenário nacional do agronegócio para apresentar as experiências adquiridas dentro da nossa plataforma Campus Verso e debateremos sobre como tecnologias ligadas ao metaverso, como a internet das coisas (IoT), realizada virtual e blockchain podem ajudar ainda mais o setor.

Mesmo inúmeros impactos negativos que a pandemia trouxe para a sociedade, o metaverso encurtou a distância e conectou pessoas de todos os cantos do mundo. Essa expansão de relações, principalmente, no agronegócio, rompeu fronteiras e pode alavancar negócios. Agora, com um pouco mais de liberdade para retomar a vida como era antes, podemos difundir ainda mais essa experiência, mesclando o físico com o digital.

*Tonico Novaes é CEO da Campus Party Brasil