Notícias

Agro

CEAGESP recebe visita de delegação de empresários egípcios

Data20 maio 2022

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Recepcionados pelo presidente da CEAGESP e parte de uma missão intermediada pela Câmara Árabe-Brasileira e o Conselho de Exportação de Alimentos do Egito, visitantes vieram em busca de oportunidades de negócio para o agronegócio. País é forte produtor de laranjas, verduras congeladas e frutas típicas da região do Oriente Médio e norte africano 

Na última quarta-feira, dia 18 de maio, a CEAGESP recebeu a visita de empresários egípcios, que também estiveram na APAS Show 2022, para oportunidades de negócios. A recepção ficou a cargo do diretor presidente da companhia, coronel Ricardo Mello Araújo, que explicou um pouco das realizações em seu mais de um ano de gestão. 

A delegação, vinda ao Brasil por uma iniciativa do Conselho de Exportação de Alimentos egípcio em coordenação com a Câmara Árabe-Brasileira, representa 13 companhias exportadoras de gêneros alimentícios que buscam oportunidades principalmente nos ramos de citricultura (o Egito é grande exportador de laranjas), verduras congeladas e frutas secas típicas da região do Oriente Médio e norte africano. “Temos pessoas que mexem com tâmaras e se quiserem aproximar o contato, seja qual setor for, vocês são muito bem-vindos. As portas estão abertas e não há obstáculos para essas relações acontecerem. Basta terem interesse e a gente facilita para essa caminho acontecer”, disse Mello Araujo aos empresários. 

Com isso, foi explicado para os visitantes sobre a possibilidade de terem seus negócios sediados nas dependências do Entreposto Terminal São Paulo (ETSP). “Temos 22 áreas que vão ser licitadas. Temos espaços para frutas, legumes e até para outro tipo de negócio. Basta ter o CNPJ”, recordou Mello Araujo, deixando à disposição as estruturas da CEAGESP para os interessados.

Durante a visita, os empresários também puderam aproveitar a oportunidade para conhecer as dependências da maior central de abastecimento da América Latina. Percorrendo os pavilhões, travaram contato com alguns dos permissionários que trabalham com importação e exportação.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade