Notícias

Agro

Bradesco terá 30% mais crédito na safra 2021/22

Data7 julho 2021

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

O Bradesco quer aumentar em 30% sua carteira rural na safra 2021/22, que em 2019/20 foi de R$ 37 bilhões. Boa
parte da oferta adicional, de mais de R$ 11 bilhões, terá juros de mercado, ainda considerados competitivos para o
setor, conta Roberto França, diretor de Agronegócios.

“Nossa fonte de recurso com taxas controladas, os depósitos à vista, cresceu 20%, mas a carteira aumentará mais na safra 2021/22”, diz.

Ele explica que a diferença virá de operações de CPR, com taxas livres. Do total, dois terços vão para custeio da produção. O banco também ofertará, pela primeira vez, crédito com taxas equalizadas pelo Tesouro. Serão R$ 131,7 milhões: R$ 94,6 milhões pelo Moderfrota, de financiamento de máquinas, e R$ 37,1 milhões pelo Inovagro, de inovação no campo.

O Bradesco planeja ampliar o montante com taxas subsidiadas nos próximos anos. “Temos condição para
fazer R$ 1 bilhão por ano”, afirma França, referindo-se a empréstimos para investimentos. A escolha inicial do
Moderfrota e Inovagro se deu para suprir a demanda por linhas com taxas mais baixas. O interesse de produtores
em investir é grande mas, para muitos, as taxas de mercado de longo prazo ainda são proibitivas.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade