Notícias

Comércio Exterior e Economia

Alta nas exportações de suco de laranja

Data20 fevereiro 2023

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Embarques cresceram 17,19% de julho a dezembro de 2022, período que marca o primeiro semestre da safra 2022/2023

Os embarques totais de suco de laranja brasileiro no período de julho a dezembro, que marca os primeiros seis meses da safra 2022/2023, fechou com um volume total de 586.313 toneladas (FCOJ Equivalente a 66º Brix). O número representa alta de 17,19% em relação ao mesmo período da safra passada, quando foram exportadas 500.323 toneladas. Já em faturamento, as exportações somaram US$ 1,1 bilhão no período, volume 37,73% acima da receita de US$ 803,8 milhões registrada entre julho e dezembro de 2021. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e compilados pela CitrusBR. 

De acordo com o diretor-executivo da CitrusBR, Ibiapaba Netto a alta nos estoques era esperada por diversas razões. “A primeira dela é que a quebra da safra anterior foi significativa e faltou produto, conforme divulgamos em fevereiro do ano passado”, comenta. “A segunda razão é que essa restrição de oferta fez os estoques baixarem a níveis críticos, então era esperada uma movimentação de suco para reabastecer os principais mercados”, avalia. Segundo Netto, embora o cenário seja melhor do que na safra anterior, a disponibilidade de suco continua restrita. “A safra da Flórida é a menor de todos os tempos e a produção brasileira está na média baixa, o que nos leva a um cenário bastante desafiador do ponto de vista de oferta de produto”. 

PRINCIPAIS DESTINOS 

Entre os diferentes destinos a Europa continua a ser o principal mercado das exportações brasileiras, com uma participação de 57,49%, seguida de Estados Unidos (30,01%), China (6,83%), Japão (2,39%),e Austrália (1,02%). Outros destinos representam 2,26%. 

MERCADOS 

Para a Europa as exportações totalizaram 337.044 toneladas, crescimento de 6,53% em relação a safra 2021/2022. Em faturamento, os embarques somaram US$ 649 milhões, valor 25,89% maior em relação aos US$ 515,5 milhões registrados no mesmo período da safra passada. 

Os Estados Unidos registraram embarques de 175.936 toneladas de FCOJ Equivalente a 66º Brix, alta o de 66,42% ante as 105.717 toneladas exportadas na safra 2021/2022. Em receita houve crescimento de 95,43%, com um total de US$ 349,2 milhões enquanto na safra passada a receita foi de US$ 78,6 milhões. 

Já as exportações de suco de laranja para o Japão registraram queda de 30,72% nos seis primeiros meses da safra 2022/2023, com um volume de 14.014 toneladas. No mesmo período da safra passada, os embarques foram de 20.228 toneladas. O faturamento recuou 17,08%, com US$ 26,9 milhões ante os US$ 32,4 milhões da safra passada.

No caso da China, as importações de julho a dezembro da safra 2022/2023 somaram o total de 40.042 toneladas, volume 3,73% maior em relação as 38.603 toneladas registradas no período na safra 2021/2022. Em faturamento, os valores ficaram praticamente estáveis com leve queda de 0,56%, com US$ 46 milhões ante os US$ 46,2 milhões faturados na safra anterior.

Fonte: Citrus Br

VEJA TAMBÉM...

Publicidade