Notícias

Notícias

Na Descask as exigências do mercado são pensadas desde a colheita

Data10 setembro 2015

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Referência quando se trata de laranja, a atacadista Descask está baseada na Ceagesp desde 2004. Também produtora, a empresa conta com plantações localizadas nas cidades de Altinópolis e Franca – ambas no interior do estado de São Paulo – que somam cerca de 500 mil pés produzindo. A maior parte deles já possui contrato estabelecido, ou seja, é destinado à indústria.

De acordo com o vendedor Francisco Carlos de Magalhães, a oferta da fruta é garantida o ano todo.  A atacadista comercializa também limão, manga e ponkan. A Descask conseguiu cumprir a exigência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, que estabelece normas para a utilização de caixas descartáveis e retornáveis na comercialização de produtos hortifrutícolas “in natura”.

Os caixotes de madeira foram abolidos completamente do ciclo da laranja, desde o acondicionamento até a distribuição. “Hoje vejo que a transição da madeira para a caixa plástica agregou. Agregou em valor, em melhor tipo de laranja, em embalagem, agilidade no transporte – pois são mais leves – e redução de desperdício. Descarrega o caminhão e você não vê uma laranja jogada no chão”, esclarece Magalhães.

Além disso, a empresa incentiva o manuseio correto da fruta desde a roça, proporcionando um trabalho direcionado para atender as exigências do mercado a partir da colheita. “Os colhedores são registrados pela empresa. Eles já sabem como trabalhamos. Por exemplo, se o pomar estiver molhado tem que esperar secar para colher, se não prejudica o fruto”, esclarece o vendedor. Os clientes da Descask são variados: sacolões, distribuidoras, atacadistas, feirantes e supermercados.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade