Notícias

Notícias

Atacadista VIP Frutas agrega produtos e foca no cliente

Data10 setembro 2015

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Quando as grandes redes varejistas começaram a adquirir frutas direto do produtor, a atacadista VIP Frutas trabalhava exclusivamente com uva e teve que se adaptar às mudanças que aconteciam no setor de abastecimento de alimentos frescos. “Perdemos nossos maiores clientes e começamos a reparar no potencial dos menores. Aquele que leva duas caixinhas de uva procurava o box do vizinho para levar mais duas de manga, mais três de acerola”, explica Antônio Carlos Borges de Holanda, proprietário.

A solução para preencher a lacuna deixada pelos supermercados foi agregar outros produtos. “O cliente que comprava apenas uva em nossa loja, hoje carrega melão, pêssego, e por aí vai. Atualmente temos mais de 60 variedades de frutas. Só de uva, são mais de dez tipos diferentes”, conta Antônio, revelando seu carinho por este fruto. “Começamos com uva e esta afinidade será eterna”, considera.  Além de aumentar o mix de mercadoria da empresa, a ação colabora com os produtores rurais, que encontram mais uma alternativa para escoar a produção e aproveitar o mesmo frete.

As uvas continuam sendo o carro-chefe da atacadista e os clientes seus grandes guias, influenciando até mesmo o nome da empresa. “Quando mudamos de nome usamos um adjetivo muito usado pelos nossos fregueses: VIP. Mas meu irmão alertou que teríamos que honrar com este compromisso”, lembra Borges de Holanda. “E é o que seguimos fazendo. Oferecendo produtos e serviços vips”, garante.

Antônio destaca o trabalho da equipe de vendas, que está integrado com os objetivos da direção. “Mostramos a importância da nossa tarefa e os cuidados na comercialização de produtos frescos. Nossa principal mercadoria, a uva, é um alimento muito fino e deve receber os devidos cuidados”, considera o empresário, destacando as frutas que são conservadas em embalagens menores, prontas para o consumidor final. “Como não necessita de manuseio, facilita para o varejista e prolonga a vida do hortifruti. Estamos gostando muito deste tipo de embalagem, que valoriza o produto e aumenta a margem de lucro do produtor”, finaliza.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade