Notícias

Notícias

Dezembro tem comercialização forte de melancia na Ceagesp

Data22 novembro 2019

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

De acordo com os dados da Embrapa, o Brasil é o quarto maior produtor de melancia do mundo, precedido por China, Peru, Irã. A produção brasileira equivale a 2.079.547 toneladas, sendo as regiões nordeste (BA, RN, PE), norte (PA, TO, AM) e centro-oeste (GO, MT, MS) as mais representativas.

Existem disponíveis para o produtor variedades e híbridos de melancia adaptados às mais diversas condições de produção no país. Basicamente, são cinco os tipos de melancia: com semente; sem semente; mini (ou melancia baby); amarela; e vermelha.

O cultivo da melancia se bem manejado sob irrigação e adoção de bom nível tecnológico, atinge altas produtividades, pois esta cultura tem grande potencial no Nordeste brasileiro, visto que esta região dispõe de elevada luminosidade e altas temperaturas durante o ano inteiro.

A fruta se adapta bem às zonas quentes e semiáridas, com alta luminosidade e temperaturas do ar entre 18 °C a 30°C, não tolerando temperaturas abaixo de 10 °C. A melhor época para o desenvolvimento da melancia é durante o período seco, pois nos períodos úmidos ela é mais suscetível a doenças.

Na maior Central de Abastecimento da América Latina, a CEAGESP, Segundo a tabela de sazonalidade, a melancia tem uma produção forte no mês de dezembro e varia até abril indo para moderado.  A partir de maio até agosto, o período é fraco, tendo uma leve melhora em setembro.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade