Notícias

Notícias

Fazendas Verticais

Data3 junho 2019

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

A solução para os problemas enfrentados pela agricultura convencional no século XXI

Atualmente, a agricultura enfrenta diversos problemas e críticas decorrentes do crescimento da demanda populacional por alimento. Junto a isso, a falta de espaços produtivos nos campos agrícolas, e os desperdícios ligados a logística, se somam as críticas que questionam a agricultura convencional.

De acordo com a ONU, até 2050 a produção mundial de alimentos precisaria aumentar em cerca de 60%, para alimentar os mais de nove bilhões de habitantes que o planeta Terra deverá ter.

A partir desses problemas enfrentados pela agricultura convencional, Dickson Despommier, microbiologista da Universidade de Colúmbia (USA), e Hubert de Bom, agrônomo e cientista em vegetais do centro de estudos francês – CIRAD disseminaram o conceito de fazendas verticais.

Segundo Despommier (2009) o modelo prevê o cultivo de frutas (tomates, pepinos, morangos, melões e pimentões), hortaliças (espinafres e alfaces), e legumes (feijões verdes), através de uma rede de hidroponia e aeroponia, além de propiciar o desenvolvimento de pisciculturas (criação de peixes) e aquiculturas, totalmente interligados em um edifício autossustentável de 30 andares, capaz de alimentar cerca de 50 mil pessoas.

Esse modelo, também surge para sanar os problemas que a agricultura enfrenta com a sua logística atual. Pois, segundo Freitas, a logística de hoje, é resultado de uma política de infraestrutura que foi desenvolvida de maneira desorganizada, sem planejamento de custos e produtividade.

Desse modo, elas se tornam como solução, visto que, podem ser implementadas no meio de centros urbanos, sendo que assim, também ajudam a revitalizar áreas abandonadas ou degradadas.

Logo, as fazendas verticais se tornam grandes exemplos de processos equilibrados, no qual todas as peças se encaixam formando um grande sistema tecnológico interligado, em que todos os processos acontecem simultaneamente em um único edifício.

Assim, as fazendas verticais constituem novos ambientes de produção agrícola gerando alternativas e soluções para os problemas enfrentados pela agricultura convencional.

Autor

Francisco José Cordeiro Cardoso
Engenharia Agrícola FEAGRI – Unicamp

VEJA TAMBÉM...

Publicidade