Notícias

Notícias

Polinização: o caminho sustentável para a saúde e para o bolso

Data21 março 2019

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Uma das principais fontes da vida é a alimentação, assim como uma das principais fontes de renda Brasileira, afinal um país agrícola, porém, não basta produzir alimentos em quantidade, isto não garante saúde. O que garante é a qualidade dos alimentos que ingerimos.

Talvez o principal elemento que garante a produção de alimentos saudáveis, principalmente as frutas, seja o polinizador, ou seja, abelhas e insetos.
Ocorre que os polinizadores estão sendo dizimados aos milhares, não só no Brasil. Mas em muitos países, o que está afetando de forma decisiva (espero que não definitiva) a produção dos alimentos no planeta.

Todos nós sabemos que o uso indiscriminado de agrotóxicos e a forma errada de aplicação têm causado mortes no campo e na cidade; no campo pela falta de cuidado na aplicação e na cidade pela má qualidade dos alimentos que são impregnados por veneno trazendo doenças no decorrer dos anos.

Considerando que a ignorância tenha sido a causa da eliminação dos polinizadores, e não a má-fé, nos propusemos a dar uma pequena contribuição para o Despertar da Consciência dos Produtores Rurais e sugerimos que iniciem em suas cidades um movimento que garanta alimentos de qualidade e garantimos que haverá maior produtividade nas colheitas.

Iniciamos afirmando que 75% dos cultivos são beneficiados pela polinização, sendo a abelha o principal polinizador. Alguns cultivos dependem 100% da polinização, como maracujá, maçã e melão, que simplesmente não existiriam. Nos casos como morango, café, soja, goiaba e tomate os frutos não polinizados não atingem a qualidade para mercado. Somente frutos polinizados atingem sua melhor qualidade chegando a produzir até 30% mais, ou seja, maior produtividade e lucro para o agricultor.

Se seus frutos apresentam deformações, baixa produtividade, tamanho pequeno, então sua plantação precisa do elemento polinizador. Muitas culturas são feitas em estufas para proteção aos ataques de doenças e, nestes casos já estão sendo introduzidas colmeias de abelhas sem ferrão para fazerem a polinização, por exemplo de tomates, quiabo, morango dentre outros.

O Brasil está bem atrasado nesta questão, embora seja o país que tenha as melhores condições de produção agrícola e criação de abelhas. Felizmente já existem trabalhos de sucesso que estão aproximando os Criadores de Abelhas dos Agricultores para que, juntos, tenham maior rentabilidade e levem para a mesa dos Brasileiros alimentos de qualidade.

Um alimento superior é aquele que apresenta suas melhores qualidades visuais, tamanho e nutricionais atingindo os melhores preços de mercado, o que só um fruto polinizado faz.
Para saber mais sobre polinização procure a CAT, Embrapa, Fapesp, USP ou AgroBee.

São bem melhores as possibilidades de lucratividade e saúde se escolhermos o caminho da sustentabilidade e da Polinização.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade