Notícias

Notícias

JE entrevista Sávio Torezani, sócio – diretor da empresa Nortefrut

Data7 janeiro 2019

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

“A Ceagesp é sem dúvida uma das maiores vitrines para nossos produtos, pois de lá as frutas seguem para diversos destinos dentro do brasil e também do Mercosul”.

JE – Há quanto tempo que existe a empresa e onde ela fica localizada?
Sávio – Meu pai adquiriu a primeira fazenda em 1981, mas só iniciou o plantio de mamão em 1993. A Nortefrut foi fundada em 2002, incialmente um pequeno escritório que comercializava o mamão produzido pelo meu pai e que aos poucos foi agregando as frutas de alguns vizinhos (mamão, coco e maracujá), nosso objetivo inicial era o de estreitar a relação com o mercado final, naquele momento representado principalmente pelos distribuidores das Ceasas espalhados por todo Brasil, eliminando alguns atravessadores da cadeia, tentando agregar um pouco mais de valor para a fruta.
Após algum tempo e tentando atender a algumas demandas de mercado, construímos um Packing House, estrutura de classificação e embalagem, que agregou mais qualidade ao nosso produto final e permitiu que atendêssemos mercados mais exigentes e de melhor remuneração.
Isso fez com que nosso trabalho avançasse um pouco mais na cadeia de abastecimento em direção ao consumidor final e a partir daí passamos a ter um novo entendimento de nosso papel, focando nossos objetivos na satisfação desse consumidor. Investimento na marca e na qualidade de nossos produtos passaram a ser pontos marcantes de nosso negócio.

JE – A empresa possui, no momento, quantas unidades?
Sávio – Hoje a Nortefrut possui 3 unidades. Em Pinheiros, norte do Espirito Santo, onde fica localizada sua matriz que conta com um Packing House, lavouras próprias e terceirizadas de mamão papaya e formosa.
Em Eunápolis, sul da Bahia, onde produz apenas o mamao papaya (que atualmente processamos na Matriz) e em Bom Jesus da Lapa, Oeste da Bahia, onde possui outro Packing House e produção das duas variedades de mamão.

JE – Vocês estão com uma novidade para o mercado. O que seria e Por quê?
Sávio – Vamos lançar uma nova marca no mercado nacional e internacional para uma linha de produtos premium com características muito especiais (mais detalhes em breve…hehehe)

JE – Em 2016, vocês ganharam um prêmio: Tito Muffato de Melhor fornecedor de FLV. O que isso representou para empresa?
Sávio – Ganhamos o prêmio TITO MUFFATO 2016 e 2017 como melhor fornecedor do ano de FLV ( frutas, legumes e Verduras) de toda a rede, demonstrando nosso compromisso com o preço, a qualidade e a regularidade nas entregas para nossos clientes parceiros. Esses prêmios nos mostram que estamos no caminho certo, pois reconhecem nosso esforço e comprometimento para com os nossos clientes.

JE – Em relação à logística, vocês possuem frotas próprias e atendem, principalmente, quais regiões do País?
Sávio – Temos parceria com diversas transportadoras (pequenas, medias e de grande porte) que levam nossas frutas para 56 destinos dentro do Brasil, fazendo com que nossos mamões cheguem com frescor e qualidade de Norte a Sul do país. Além disso temos caminhões próprios dedicados em algumas linhas de abastecimento com características que viabilizam esse modelo.

JE – Como que a fruta precisa ser transportada, já que ela é tão sensível?
Sávio – As frutas são transportadas em caminhões refrigerados. A manutenção da cadeia de frio é um dos fatores mais importantes na nossa atividade e que esta diretamente relacionada a qualidade de nossos produtos.

JE – Para vocês, como que é ter os seus produtos na maior Central de abastecimento da América Latina, a Ceagesp?
Sávio – A Ceagesp é sem dúvida uma das maiores vitrines para nossos produtos, pois de lá as frutas seguem para diversos destinos dentro do brasil e também do Mercosul. Além disso, é um dos principais destinos de visitantes especialistas do setor de FLV quando veem a São Paulo. Por isso nossa fruta fica em evidência para uma parcela muito significativa do mercado nacional e internacional.

JE – O Brasil é um dos principais produtores e exportadores de mamão do mundo. O que faz o País ser destaque nesse segmento?
Sávio – O Clima e o relevo adequados juntamente com o profissionalismo dos produtores, fazem com que o brasil tenha uma produção constante de mamões de qualidade durante todo o ano, possibilitando que os mercados nacionais e internacionais sejam atendidos com qualidade e regularidade.

JE – Como que foi para empresa, o ano de 2018 e a expectativa para o ano que vem?
Sávio – Em 2018 inauguramos nossa nova sede no município de Pinheiros ES, agora com maior capacidade operacional e confiantes que em 2019 a economia melhore um pouco, continuaremos com nosso projeto de expansão e busca de novas áreas para plantio / empreendimento e novos mercados para atuarmos!

VEJA TAMBÉM...

Publicidade