Notícias

Notícias

Linhas de caminhões da IVECO para atender o crescente mercado agrícola

Data1 outubro 2018

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

O setor agrícola tem um papel fundamental na economia brasileira, e foi o segmento que obteve o melhor desempenho nos últimos anos no Brasil, período que foi marcado por turbulências político-econômicas.

Com foco nos médios produtores rurais, a IVECO oferece uma linha de crédito que facilita a aquisição de veículos Daily, Tector e Hi-Way, com juros de 6% ao ano, menor que a média do mercado. O financiamento pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (PRONAMP), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), é feito por meio do Banco CNH Industrial.

“Temos do nosso lado o Banco CNH Industrial, que é o único banco de montadora de caminhões que pode fazer ese financiamento, já que possui mais de 50% de clientes agrícolas na carteira da instituição, resultado das vendas de produtos das linhas Case e New Holland”, afirma Ricardo Barion, diretor de Marketing e Vendas da IVECO para a América Latina. “Além da taxa de juros a 6% ao ano, na linha PRONAMP, produtores rurais adquirem veículos com prazo de financiamento de até oito anos”, complementa Fernanda Baltazar, responsável Comercial do Banco CNH Industrial para a marca IVECO.

O desempenho da agricultura em 2017 atingiu níveis recordes de safra, com um crescimento de 30%, se comparado a 2016, com destaque para o resultado do milho e soja. Para a nova safra de soja do Brasil (2018/19), que será plantada a partir de setembro, a projeção feita pelo Departamento de Agricultura do Estados Unidos é de 118 milhões de toneladas. No segmento do agricultor médio, destaque para o trabalho do agricultor que cultiva café e frutas, e o criador de aves e suínos, nas granjas e barracões, que movimentam a economia de regiões como Chapecó, em Santa Catarina.

“Temos em nosso portfólio veículos como a Daily, líder de mercado e consagrada para a distribuição urbana, que permite ao motorista a utilização de carteira de habilitação B, o Tector, que agora conta com o Auto-Shift, o melhor câmbio automatizado do segmento, e o Hi-Way, extrapesado top de linha da montadora. Os modelos podem, facilmente, atender as demandas do campo com baixo custo de manutenção e economia de combustível”, finaliza Barion.
A IVECO chegou ao Brasil em 1997 com a abertura de um escritório, em São Paulo (SP), que revendia caminhões produzidos na Europa.

No segundo semestre de 2017 a IVECO iniciou um ciclo de investimento de 120 milhões de dólares, no desenvolvimento de novos produtos, que termina no primeiro semestre de 2019.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade