Notícias

Agro

2ª edição do “Curso de Plantabilidade 5.0” reúne mais de 350 participantes

Data11 novembro 2021

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Foram três dias de imersão em técnicas e tecnologias para o plantio da próxima safra

Mais de 350 participantes estiveram na 2ª edição do Curso de Plantabilidade 5.0, realizado pela Delta Agro Paragominas, de 3 a 6 de novembro, nos municípios paraenses de Paragominas e Dom Eliseu. Durante os três dias de capacitação, produtores, estudantes e profissionais do setor agrícola tiveram a oportunidade de aprender mais sobre as técnicas mais eficientes e as melhores tecnologias para o plantio.

Dentre o conteúdo houveram palestras ministradas pelo Professor Paulo Arbex, Doutor em Plantabilidade e pelo Grupo de Plantio Direto (GPD), além de atividades práticas nas plantadeiras.

“Alcançamos nosso objetivo de trazer cada vez mais conhecimento, levantando a bandeira de que conhecimento gera crescimento. Não temos dúvidas de que isso fará a diferença no plantio da próxima safra, 2021/22. Com certeza é uma satisfação para a Delta Agro realizar este curso, inclusive nos próximos anos. Agradecemos a todos os parceiros envolvidos, ao grupo GPD e ao Paulo Arbex”, destaca Adriano Quarella, diretor da Delta Agro Paragominas.

A importância do curso pode ser comprovada pelo produtor Murilo Zancaner, de Paragominas, que acredita ser fundamental essa reciclagem antes da safra.  “O plantio corresponde a 80% do sucesso da colheita.  Errou nesse passo, será complicado depois. Essa chance de os operadores aprenderem mais e reciclarem com certeza dá uma injeção de ânimo muito grande em toda a operação”, afirma.

Já o agricultor da cidade de Tailândia-PA, Diego Aparecido, da Agroexport, que esteve nas duas edições do curso, ressalta a importância do evento. “Para mim agrega muito valor, por isso que eu continuo vindo, tanto no intuito de gestão e os operadores também, porque nada melhor do que eles para aprender e saber o que estão fazendo no dia a dia”, aponta. Para ele é preciso saber onde é possível melhorar, corrigir os erros e ir para o campo.

Opinião compartilhada por Cesar Ricardo, da Agro Cangaia, participante do curso também de Tailândia, e que levou seus colaboradores para também se capacitar. “Nossa região tem pouca mão de obra qualificada, então oportunidades como esta são de grande valia para aperfeiçoarmos os operadores”, finaliza.

Foram parceiras do curso as empresas: Orion, J.Assy, Agrosystem, Fertisystem, Gehaka, Biotrop, MP Agro e Ruralbook. 

VEJA TAMBÉM...