- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Brasil é um dos principais compradores de produtos hortifrútis da Espanha

No ano passado, o Brasil se tornou um dos principais compradores dos produtos hortifrútis espanhóis. Segundo os dados da FEPEX, o crescimento foi de 23%, em relação ao ano anterior.

Isso representou a Espanha um faturamento de 109 milhões de euros. Já o levantamento de 2015, do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), o Brasil se posicionou, como 18º fornecedor no total da pauta das importações para a Espanha, o que representou uma participação de 1,1%.

Sendo, exportações brasileiras: US$ 3,255 bilhões; e Importações brasileiras: US$ 3,910 bilhões. Os produtos comprados pela Espanha do Brasil, em 2014, em primeiro lugar ficou com a soja com 33% do total.

De acordo com os dados da Câmara de Comércio Brasil & Espanha, em 2015, o país madrileno exportou uma quantidade pequena, algo em torno de 8,6% de produtos alimentares brasileiros.  Entretanto, importou do Brasil cerca de 48,3%. Sendo um dos principais setores de comercialização envolvendo os dois países.

“Espanha e Brasil sempre teve relações muito cordiais, a grande oportunidade agora é como conseguir aumentar o comércio bilateral”, afirmou o presidente da câmara de Comércio Espanhola no Brasil, Sergio Rial, em um seminário sobre projeções econômicas da nação sul-americana.

Pensando nisso, o Brasil esteve presente no evento da Fruit Attraction  e foi representado pelo Secretário-Executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki e por 11 empresas que apresentaram os produtos nacionais.

O secretário considerou a participação brasileira, em Madri, um sucesso. “Percebemos a curiosidade dos países em relação aos nossos produtos, as pessoas que passavam no estande apreciaram a qualidade, muitos negócios foram fechados e outros estão encaminhados. O Brasil é o terceiro colocado na produção de frutas do mundo, mas ocupamos a 23ª posição na exportação. Vamos melhorar isso”, disse Eumar Novacki .

Quem esteve também presente, foi o proprietário da empresa La Luna Importadora de Frutas Ltda, comércio que fica localizado no pavilhão HFN, Box 171 e 172 da CEAGESP, Nilton Rodrigues que acompanhou de perto as novidades para o setor de importação. A maior expectativa fica por conta da livre comercialização envolvendo os dois blocos.

“Há fortes indícios de que finalmente será assinado um acordo de livre comercio entre a União Europeia e Mercosul. Foi uma negociação complexa, de longa data e suspensa por muito tempo, mas finalmente um acordo está chegando. Como consequência do mesmo, as barreiras a cancelarias e non acancelarias entre ambos os blocos devem ser progressivamente diminuídas, o que favorecerá o intercambio de frutas e hortaliças em ambos os sentidos”, explica a Conselheira Econômica e Comercial da Embaixada da Espanha, em São Paulo, Ana Fornells.