- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Inverno chegando favorece cultivo da maçã

Aqui no Brasil não há uma estação definida igual a dos outros países e isso atrapalha no resultado na agricultura. Porém, há uma média de temperatura e assim é possível ter um planejamento na colheita. O inverno chega às 1h24 no dia 21 de junho e termina em 22 de setembro de 2017 e a previsão é de tempo mais seco e gelado. Com essas temperaturas acabam beneficiando alguns alimentos. Um exemplo, é o caso da maçã que exige um clima mais temperado. Por isso, a região Sul do país se destaca na produção, sendo que São Joaquim, município de Santa Catarina, é a maior produtora de maçã do país.

De acordo com o Boletim da CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento, nas principais Ceasas do Brasil, o mês de março marca o início da colheita da Fuji e o término da colheita da gala. Com essa configuração ocorreu a redução nas cotações, explicada pela grande oferta – de um lado os classificadores aumentaram o escoamento para cobrirem custos e gerar fluxo de caixa, e de outro, a intensa participação de pequenos produtores, que ajudou a fazer com que a oferta fosse maior do que o esperado.

A produção começa a ficar mais forte a partir do mês junho, principalmente, a maçã nacional da Fuji, segundo o relatório de sazonalidade da CEAGESP. Sendo que na Companhia de Abastecimento de São Paulo, a fruta é uma das principais comercializadas no ETSP. Ela ocupa a quarta posição dos produtos pelo Ranking de Produtos pelo Volume em Toneladas, com 143.504t. Já no primeiro trimestre deste ano, foram 34,5 mil t.

Acompanhe cada mês da safra da maçã

Fonte: ABPM