Notícias

Notícias

Segunda maior Feira Atacadista de Pescado fica na CEAGESP

Data23 abril 2017

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

A segunda maior feira atacadista de pescado da América Latina fica localizada, na cidade de São Paulo, mais precisamente, na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo, a CEAGESP. Em um espaço amplo de 27 mil m², onde, por dia são comercializadas, em média, 200 toneladas de peixes de 97 espécies. Sendo que os de água salgada representam algo em torno de 90% do que é vendido no Pátio que é gerido pelo FRISP – Frigorífico de São Paulo. No local, mais de 80 permissionários trabalhando de terça a sábado, oferecendo os produtos frescos pela manhã, das 2h às 6h, aos que comparecem na Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946, no bairro da Vila Leopoldina. A entrada é feita pelo Portão 15 da Rua Xavier Krauss.

O pescado da CEAGESP já virou uma referência para os paulistanos e até mesmo muitos citam o setor como a principal ida ao Entreposto. E não ficam de fora os grandes profissionais da cozinha, um exemplo disso é o chef renomado Henrique Fogaça, que também é jurado de um reality show de culinária transmitido pelo grupo Bandeirantes, o MasterChef . Na ocasião, Henrique Fogaça cedeu um tempo de uma agenda lotada para falar com o Jornal Entreposto.  A entrevista foi realizada no mês de novembro de 2016. “No começo da minha profissão, eu já conheci a CEAGESP, pois, lá é o lugar onde chegam todos os peixes e os hortifrútis. Então é muito importante para um cozinheiro ter este conhecimento da importância deste lugar”, ressalta Fogaça ao Jornal. 

Outro apreciador do pescado é o Deputado Estadual de São Paulo, Coronel Camilo. Frequentador assíduo do ETSP. “Frequento a CEAGESP e o que mais me impressiona ali é a qualidade dos alimentos fornecidos aos consumidores. São todos alimentos muito frescos e eu, particularmente, que gosto bastante de frutos do mar. Eu sei como são itens frescos e com grande procura,” esclarece o Deputado. Para qualquer consumidor, a hora da compra é um momento muito importante. Por isso, com um leque de opções sobre o que levar. É preciso tomar alguns devidos cuidados. A assessora técnica de Pesca, Piscicultura e Meio Ambiente da Emater-MG, Vanessa Gaudereto orienta como deve estar o peixe. “No caso dos locais que vendem peixe fresco, o produto deve estar coberto por uma camada espessa de gelo. Indicamos que, na hora de fazer a compra no supermercado, ele deve ser o último item da lista, para não ficar muito tempo fora do ambiente refrigerado. o peixe deve estar com olhos brilhantes, salientes, sem manchas brancas no centro e deve ocupar toda a cavidade ocular. As brânquias devem ter a cor rosa ou vermelho intenso, e precisam estar úmidas e brilhantes. Já as escamas, devem estar bem aderidas ao corpo, além de terem aspecto brilhante e sem mancha”, esclarece Vanessa Gaudereto.

De acordo com os dados estatísticos realizados pelo departamento SEDES – Seção De Economia e Desenvolvimento do Entreposto paulista, de janeiro a dezembro de 2016, foram comercializadas, os exatos 48.787,90 toneladas de peixes. O que coloca o pescado no quinto lugar no ranking dos setores da Central de Abastecimento. Dentro desse segmento, a sardinha ocupa a primeira colocação com 9.705,09 t, pescada e tilápia vêm logo, em seguida, com 8.909,97 t e 4.398,64 t, respectivamente. O período de maior comercialização aconteceu, praticamente, em março com a marca de 6.369,64 toneladas no mês. Isso, devido ao feriado religioso e também pelo festival que acontece da Santa Feira do Peixe que fazem alavancar as vendas no ETSP. 

Neste ano de 2017, o balanço fechado do mês de março, o setor de pescados registrou alta de 1,81% em relação a fevereiro. As principais elevações foram do cascote (21,8%), namorado (10,8%), betara (9,9%) e pintado (6,4%). As principais quedas foram do atum (-17,6%) e pescada tortinha (-5,9%).

Além do evento que acontece, anualmente, na Semana Santa, os Festivais Gastronômicos da CEAGESP são outras atrações, todas, sucesso de público. A ideia, segundo os organizadores, é mostrar toda a variedade de produtos comercializados no Setor de Pescado. Em janeiro, por exemplo, foi a estreia da Edição Verão do Festival do Pescado e Frutos do Mar CEAGESP, que terminou no dia 26 de fevereiro. Durante as oito semanas, mais de 16 mil pessoas passaram pelo Festival e consumiram aproximadamente mais de 10 toneladas de peixes e frutos do mar, das quais 4 toneladas somente de camarão. Sendo que recentemente, aconteceu o Festival de Camarões e Massas, que foi até o dia 30 de abril. Para quem quiser conhecer os Festivais, o atendimento funciona das quintas e sextas, das 18h à meia-noite; aos sábados, abre para o almoço, das 11h30 às 17h, e para o jantar, das 18h à meia-noite. Aos domingos, funciona das 11h30 às 17h. O acesso é pelo portão 4 da CEAGESP.

 

VEJA TAMBÉM...

Publicidade