Notícias

Notícias

O sobe e desce dos preços das hortaliças

Data24 fevereiro 2017

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Quem já viu como opera a Bolsa de Valores, ou acompanha de perto a economia, sabe que há uma loucura de sobe e desce nos preços das ações. O motivo? Inúmeros, por exemplo, uma mudança de um presidente de um país, a falência de uma empresa, a valorização de uma moeda já são capazes de causar uma reviravolta em todos os setores. 

Uma realidade não tão distante assim do cotidiano de qualquer pessoa. Já que a ida ao supermercado, feiras, sacolões, funcionaria do mesmo jeito. De uma semana para a outra, quiçá, um dia para o outro, os produtos nas gôndolas sofrem alterações que o consumidor tem que saber o momento certo de comprar. 

Semanalmente a CEAGESP (Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo) prepara uma lista com produtos com os preços no atacado em baixa, estáveis ou em alta, para o comprador poder economizar mais. Isso acaba colaborando muito, pois, caso o contrário, ele pode arcar com prejuízo ou tendo que repassar o preço final para o consumidor.

O mamão, por exemplo, que está em plena safra, no início do mês de fevereiro estava em um valor comercial agradável para o comprador, porém, já na terceira semana, já houve uma mudança. “Tivemos uma queda de 20 a 30% nos valores das vendas, no mínimo, sendo interna ou externa. Porque, isso é consequência que vem de fora,” comenta João Clodoaldo, proprietário da empresa Clodoaldo Hortifrúti.

 

VEJA TAMBÉM...

Publicidade