Notícias

Notícias

Programa SC Rural apóia produção de bananas orgânicas no Sul do estado

Data2 fevereiro 2017

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Agricultores do Sul do estado se dedicam à produção de banana orgânica e contam com o apoio do Programa SC Rural para melhorias na infraestrutura e aquisição de equipamentos. Nesta quarta-feira, 01, os produtores da Cooperativa Vida Nova e da Coopervida receberão os equipamentos adquiridos com recursos do SC Rural, um programa coordenado pela Secretaria da Agricultura e da Pesca. Ao todo foram investidos R$ 745 mil na compra de máquinas, veículos e construção de estruturas que darão uma condição melhor de trabalho às 78 famílias envolvidas nas cooperativas.

A Cooperativa Vida Nova, com sede em Timbé do Sul, investiu mais de R$ 550 mil, sendo que R$ 258 mil são em recursos do Programa SC Rural, na aquisição de maquinário para pulverização de óleo mineral e de um distribuidor de adubo líquido, sem contar a construção de casas de embalagens. Com 240 hectares de banana orgânica plantada nos municípios de Jacinto Machado, Ermo, Santa Rosa do Sul e Timbé do Sul, a Vida Nova conta com 56 famílias cooperadas e comercializa seus produtos em todo litoral catarinense. A entrega de equipamentos acontecerá às 14h na Praça Central de Jacinto Machado.

A Coopervida, de Praia Grande, investiu R$ 190 mil, sendo que R$ 95 mil são em recursos do Programa SC Rural, na aquisição de um caminhão para transporte de banana orgânica. São 22 famílias cooperadas e mais de 100 hectares plantados. A entrega do caminhão acontecerá às 16h na prefeitura de Praia Grande.

Segundo o gerente regional da Epagri de Araranguá, Reginaldo Ghellere, os equipamentos e melhorias feitas com apoio do SC Rural, além de estruturar as cooperativas, reduzem a mão de obra e dão mais qualidade ao produto final.

Programa SC Rural

O Programa SC Rural nasceu em 2011 e termina em junho de 2017, é executado pelo Governo do Estado em parceria com o Banco Mundial e destina recursos não reembolsáveis a empreendimentos da agricultura familiar, mediante contrapartida dos beneficiários. Os empreendimentos apoiados abrangem atividades agrícolas ou não agrícolas (como o turismo rural) por meio de projetos de caráter estruturante, de melhorias de sistemas produtivos ou planos de negócios, além de outras ações implementadas por cooperativas e associações de agricultores familiares.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade