Notícias

Notícias

Bunge é reconhecida como a empresa mais sustentável do agronegócio em 2016

Data30 novembro 2016

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

A Bunge Brasil acaba de ser reconhecida como a empresa mais sustentável do agronegócio. É a oitava vez que a companhia é premiada pelo Guia Exame de Sustentabilidade, publicação da editora Abril, e elaborada a partir da pesquisa do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas. Raul Padilla, presidente e CEO da Bunge Brasil, esteve na premiação, que aconteceu na noite do dia 28 de novembro, em São Paulo, e afirmou que a atuação da empresa em sustentabilidade segue uma linha estratégica estruturada.

“Estamos empenhados em contribuir para que essas práticas sejam mantidas e ampliadas, não só no Brasil como em outras operações da Bunge no mundo. A gestão sustentável assume princípios éticos e de boa conduta que levam, naturalmente, à melhoria contínua dos processos. Nesse sentido, adotamos ações práticas e aparentemente simples, como o reuso da água e a redução de resíduos, que acabam envolvendo toda a empresa na cultura da sustentabilidade”, comemorou o executivo.

Um dos focos da atuação da empresa é a promoção da agricultura sustentável, desenvolvendo cadeias sustentáveis de fornecimento de matéria-prima. Para isso, a empresa apoia agricultores, oferecendo opções para uma atuação sustentável que priorize o uso de áreas já abertas e a sua regularização perante o Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Essa iniciativa se consolida com a nova política global de Não-Desflorestamento, que registra o objetivo da empresa de eliminar o desflorestamento de suas cadeias de suprimentos agrícolas ao redor do mundo, empregando metodologias comprovadas que evitem emissões de carbono e protejam a biodiversidade.

“É um compromisso que assumimos voluntariamente, independentemente de quaisquer acordos ou motivações externas. Acreditamos que nossa governança tenha chegado à maturidade necessária para esse importante passo”, finaliza Padilla.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade