- Jornal EntrePosto - https://www.jornalentreposto.com.br -

Preço médio de frutas e hortaliças fica estável na CeasaMinas

O preço médio do grupo de hortigranjeiros ficou estável no atacado do entreposto de Contagem da CeasaMinas, no comparativo de julho em relação a junho. A grande procura de mercadorias por compradores de outros estados contribuiu para manter a estabilidade de preços na CeasaMinas, mesmo em um mês de demanda reduzida, por causa das férias escolares. Entre os produtos que apresentaram altas, alguns destaques foram o milho verde (33%) e a mandioquinha (18,4%). Entre as quedas, estão a cebola (-40,9%) e a batata (-24,5%).

No grupo das hortaliças, a alta do preço do milho verde foi influenciada, entre outros fatores, pela demanda típica das festas julhinas. O clima mais frio também acabou afetando a produção desse tipo de hortaliça, principalmente em outros estados, o que fez aumentar a demanda no entreposto de Contagem. É o caso da berinjela (14,2%), pepino (13,9%) e abobrinha italiana (3,1%). Também apresentou alta a moranga híbrida (6,7%).

Entre as hortaliças com quedas, a redução do preço da cebola pode ser explicada pelo aumento da safra nacional. Além disso, os preços altos de safras anteriores da cebola acabaram estimulando os produtores a cultivarem volumes maiores.

Também se destacou entre as quedas a batata (-24,5%), que apresentou aumento de oferta proveniente de municípios de Minas Gerais, Goiás, São Paulo e Paraná. Os preços também caíram para a beterraba (-6,7%) e mandioca (-2,4%).

Frutas

No grupo das frutas, os produtos que mais apresentaram altas foram a banana prata (39,2%); tangerina ponkan (17,2%); melancia (13%) e limão tahiti (7%). De acordo com o chefe da Seção de Informações de Mercado da CeasaMinas, Ricardo Fernandes, a alta da banana prata foi influenciada pelo fim das férias escolares e por problemas climáticos nas regiões produtoras de São Paulo e de Santa Catarina.

Entre as quedas, os destaques foram a manga (-31,4%); morango (-18,7%) e laranja pera (-0,9%). Já o mamão havaí, apesar da queda de 44,3% em julho, já apresentou alta no fim do mês passado e início de agosto, em razão de chuvas e do frio em regiões do Sul da Bahia. Sendo assim, o consumidor deve pesquisar bem ao adquirir a fruta neste mês. Também servem como dicas de consumo a couve-flor, o repolho, moranga híbrida e cenoura.

Quedas de preços

Cebola (-40,9%)

Batata (-24,5%)

Beterraba (-6,7%)

Mandioca (-2,4%)

Manga (-31,4%)

Morango (-18,7%)

Laranja pera (-0,9%)

Mamão havaí (-44,3%)* – produto já apresentou alta nos últimos dias

Altas de preços

Milho verde (33%)

Mandioquinha (18,4%)

Berinjela(14,2%)

Pepino (13,9%)

Abobrinha italiana (3,1%)

Moranga híbrida (6,7%)

Banana prata (39,2%)

Tangerina Ponkan (17,2%)

Melancia (13%)

Limão tahiti (7%)

Mais informações: 

Departamento de Comunicação CeasaMinas

(31) 3399-2011/2012/2035/2036