Notícias

Notícias

Ideal para culinária, tomate é fundamental para a saúde

Data30 maio 2016

COMPARTILHE

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Eis a questão: tomate é fruta ou legume? Essa dúvida que paira sobre o alimento foi decidida nos tribunais americanos há mais de cem anos. Em 1887, leis tarifárias nos EUA impuseram uma taxa sobre os legumes, mas não sobre as frutas. Essa situação tomou grandes proporções no comércio que, em 1893, a Suprema Corte declarou que o tomate é um legume por ser cultivado no quintal como pepino, feijões e ervilhas e por serem servidos como prato principal, não como sobremesa.

Mas para a botânica essa controvérsia se define baseada na ciência. Apesar do tomate fazer parte da salada, ele é uma hortaliça do tipo fruta, mesmo sem o sabor doce. Isso porque o tomateiro é uma planta fanerógama – com flor – angiosperma – classificação dada quando as sementes são protegidas por uma “bolsa”.

O tomate foi oficialmente descrito pela primeira vez em 1544, pelo botânico italiano Pietro Andrea Mattioli. O tipo em questão possuía uma cor amarelada, que lhe rendeu o apelido de “pomo d’oro”, ou maçã de ouro. Apesar de ser popular na Itália, o tomate não é originário da Europa, mas sim das Américas. O tomateiro é nativo da região andina, englobando o Peru, norte do Chile e Equador.

Para esta semana, a Seção de Economia e Desenvolvimento (SEDES) da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP) destaca o tomate como dica de compra. Com boa oferta o ano todo, este alimento apresenta nutrientes que beneficiam a saúde pelo simples fato dele oferecer boas quantidades de vitamina A e de ser uma excelente fonte de vitamina C e sais minerais.

Acredita-se que o consumo de tomate tenha benefícios ao coração. A fruta contém licopeno, um dos antioxidantes naturais mais poderosos e que melhora a capacidade da pele de proteção contra os raios UV. O consumo de tomate tem sido associado à diminuição do risco de câncer de mama, além de mostrar ter efeito de proteção contra doenças neurodegenerativas.

No Entreposto Terminal São Paulo (ETSP), as 307.977 toneladas de tomates que abasteceram os armazéns da unidade da capital, em 2015, vieram dos estados de São Paulo (Ribeirão Branco, Apiaí, Cabreúva, Mogi Guaçu e Barra do Chapéu), Minas Gerais (Coimbra) e Espírito Santo (Venda Nova do Imigrante). No dia 20/5, o tomate foi vendido para o comércio atacadista no ETSP a um preço médio de R$ 1,88 o quilo.

O tomate geralmente é um ingrediente secundário numa receita como tempero. Mas pode também ser o centro das atenções à mesa como um delicioso e encorpado molho caseiro para dar aquele toque de chef em massas e proteínas a serem servidas a familiares e amigos no almoço ou jantar.

VEJA TAMBÉM...

Publicidade